Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/8323
acessibilidade
Title: Hortas Urbanas em Lisboa: da Importância Histórica ao Processo de Formalização Actual
Authors: Madeira da Silva, Teresa
Monte, Marianna
Keywords: Hortas urbanas
Informalidade
Planeamento urbano
Agricultura urbana
Issue Date: 15-Jan-2015
Abstract: Propomos apresentar nesta comunicação a história recente das hortas urbanas em Lisboa, incluindo a identificação dos instrumentos que têm vindo a ser empregues para controlar e incorporar as mesmas, no planeamento urbano. A existência de hortas na cidade de Lisboa está presente em toda a sua história, mas desde 2009 observa-se a actuação da Câmara Municipal de Lisboa (CML) no sentido de criar novos parques hortícolas, ou conjuntos de hortas urbanas integradas em áreas delimitadas. Tais iniciativas da CML vêm propor melhores condições a situações de cultivo já existentes, em condições precárias e desordenadas. A necessidade de regularização da agricultura urbana e o seu incentivo estão na origem de um conjunto de infra-estruturas de apoio aos cidadãos, tanto, em Lisboa, como em muitas outras cidades. Uma vez que esta atividade surge, sobretudo, de maneira espontânea e em condições precárias, por necessidades económicas, ela ocorre em espaços vazios expectantes ou em espaços entre as infra-estruturas viárias. Por meio de uma revisão bibliográfica, pretendemos, por um lado, apurar as características e benefícios da agricultura urbana, em especial as hortas urbanas na cidade de Lisboa, e por outro, listar as motivações que possam justificar a promoção da agricultura urbana nomeadamente das hortas urbanas. Como conclusão, podemos adiantar que se reconhecem como benefícios da actividade agrícola em meio urbano, o fornecimento de alimentos e rendimentos financeiros para os cidadãos, assim como benefícios sociais, ambientais, económicos e emocionais, daí o interesse das entidades estatais para a sua regulamentação e formalização. Reconhecemos também que ainda é cedo para julgar a eficiências das políticas públicas de reordenamento e promoção das hortas urbanas em Lisboa. Em todo caso, pode ser indicado que as políticas que têm vindo a ser aplicadas são do tipo top-down, embora a necessidade e a viabilidade das hortas em território urbano são realidades apontadas pela própria população.
Description: In this paper we present the recent history of urban farms in Lisbon and we identify the instruments that have been employed to control and incorporate them into urban planning. The existence of urban farms in the city of Lisbon is present throughout its history. Since 2009 there is an action of the Lisbon Municipal Council (Câmara Municipal de Lisboa - CML) to create new horticultural parks, or sets of urban farms integrated in defined areas. Such initiatives of the CML come as a response to the precarious conditions and disorganization of the existing urban farms. The need to regularize the urban agriculture and stimulate it, are in the origin of a set of infrastructures to support citizens in Lisbon, as in many other cities. Once this activity the urban agriculture arises, mainly spontaneously and in precarious conditions, driven by economic needs, it takes place in expectant voids or in spaces between the road or rail infrastructure. Through a literature review, we intend to, on one side, determine the features and benefits of urban agriculture, particularly urban farms in the city of Lisbon, and on the other, list the reasons that might justify the promotion of urban agriculture projects and implementation of urban farms. As a conclusion, we can anticipate that the food supply and financial income for citizens can be recognized as benefits of farming in urban areas, among other social, environmental, economic and emotional benefits, which are the reason why state authorities are interested in their regulation and formalization. We also recognize that it is still early to judge the efficiency of public policies to reshape and promote urban farms in Lisbon. However, it can be indicated that the policies that have been applied are top-down, despite the fact that the necessity and feasibility of farms in urban territory are realities identified by the population itself.
Peer reviewed: Sim
URI: http://hdl.handle.net/10071/8323
Appears in Collections:DINÂMIA'CET-CLI - Autoria de capítulos de livros internacionais

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
TMS e MM TEXTO COMPLETO com fotos a.pdf6.55 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.