Skip navigation
User training | Reference and search service

Library catalog

Integrated Search
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/22754
acessibilidade
Title: Envelhecimento e trabalho: o papel das práticas de diversidade etária na retenção dos trabalhadores
Authors: Sousa, I. C.
Ramos, S.
Carvalho, H.
Editors: Ana Paula Gato, Andreia Filomena Ferreri de Gusmão Gonçalves Cerqueira, Edgar Canais, José Moreira Santos, Sandrina Berthault Moreira, Vitor Barbosa
Keywords: Envelhecimento no trabalho
Práticas de diversidade etária
Intenções de reforma
Capacidade para o trabalho
Issue Date: 2020
Publisher: Instituto Politécnico de Setúbal
Abstract: O envelhecimento da população, caracterizado pelo aumento do número de idosos e pela diminuição da taxa de natalidade, reflete-se na composição etária da força de trabalho. A diminuição da população em idade ativa e uma transição mais tardia da escola para o mercado de trabalho contribuem para uma força de trabalho mais envelhecida e diversa em termos de idade, o que representa um desafio para a sustentabilidade das organizações. Se por um lado é necessário motivar os indivíduos para trabalharem até à idade legal da reforma, ou até para lá disso, por outro lado é necessário assegurar que os trabalhadores se sentem capazes de o fazer. Neste sentido, as organizações desempenham um papel especialmente importante na promoção de carreiras mais longas e saudáveis, criando condições para que os trabalhadores de todas as idades realizem o seu potencial. Práticas organizacionais flexíveis e inclusivas poderão ajudar os indivíduos a adaptarem-se melhor às mudanças que o envelhecimento acarreta. Usando uma amostra de 755 trabalhadores, este estudo explora o papel das organizações na retenção de uma força de trabalho diversa em termos de idade, examinando a influência das práticas de diversidade etária na idade de reforma desejada. Propõe-se que esta relação é mediada pela capacidade para o trabalho percebida. Os resultados suportam esta hipótese, o que sugere que a implementação de práticas de diversidade etária contribui para uma perceção de maior capacidade para o trabalho, levando os indivíduos a desejarem reformar-se mais tarde. Assim, estas práticas poderão assegurar a saúde e o bem-estar dos indivíduos a longo-prazo, permitindo-lhes continuar a contribuir para o sucesso da organização.
Peer reviewed: yes
URI: http://hdl.handle.net/10071/22754
ISBN: 978-989-54631-8-3
Ciência-IUL: https://ciencia.iscte-iul.pt/id/ci-pub-74809
Appears in Collections:CIES-CRN - Comunicações a conferências nacionais
DINÂMIA'CET-CRN - Comunicação a conferência nacional
BRU-CRN - Comunicações a conferências nacionais

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
conferenceobject_74809.pdfVersão Editora195.08 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.