Skip navigation
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/20719
acessibilidade
Title: Effects of language priming on national and european identification: a cross-national comparison
Authors: Schick, Kira Marcia
Orientador: Garrido, Margarida Vaz
Guerra, Rita
Seibt, Beate
Keywords: National identity
European identity
Priming
National language
Second language
Identidade nacional
Identidade europeia
Língua nacional
Segunda língua
Psicologia social
Linguística
Língua portuguesa
Língua alemã
Identidade nacional
Comunidade europeia
Issue Date: 21-Jul-2020
Citation: SCHICK, Kira Marcia - Effects of language priming on national and european identification: a cross-national comparison [Em linha]. Lisboa: Iscte, 2020. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/20719>.
Abstract: The present study examined whether language might serve as a prime of social identity across two different samples (German and Portuguese). The main hypotheses advanced were that priming with the national language (Portuguese or German) increases identification with the nation while priming with a second language (i.e., English) increases identification with Europe. Further, Portuguese participants were expected to score higher in national identification than German participants, while no differences were expected in european identification. In a 2x2 factorial design, German (n = 100) and Portuguese (n = 100) participants were randomly assigned to the online questionnaire in either their national language or English. National and european identity were assessed using Leach et al. (2008) Ingroup Identification Scale, assessing self-investment and self-definition dimensions. Social identity complexity, inclusion of other in self and a stereotype scale were also measured in the randomized language. Results support the hypotheses regarding cross-national differences in national and similarities in european identification. Hypotheses regarding language priming effects were overall not supported. However, there was a significant interaction of nationality and language for Self- Investment with Europe, with German participants showing higher scores when responding in English than in German. Further, on Self-Definition with Europe, Portuguese participants scored higher when responding in Portuguese than in English. Consequences and implications for further research and applications are discussed.
O presente estudo examinou se a língua poderia servir como um prime da identidade social em duas amostras distintas (Portugueses e Alemães). A hipótese principal foi que a ativação da língua nacional (Português ou Alemão) aumenta a identificação com o próprio país enquanto que a ativação de uma segunda língua (i.e., Inglês) aumenta a identificação com a Europa. Esperava-se ainda que os participantes portugueses obtivessem pontuações mais altas na identificação nacional que os participantes alemães, não se esperando diferenças na identificação europeia. Num design fatorial 2x2, participantes alemães (n = 100) e portugueses (n = 100) foram designados aleatoriamente ao questionário on-line na língua nacional ou em inglês. A identificação nacional e europeia foram avaliadas usando a ‘escala de identificação endogrupal’ de Leach et al. (2008) com as dimensões auto-investimento e auto-definição. Foram ainda recolhidas medidas da complexidade da identidade social, inclusão do outro no self e uma escala de estereótipos. Os resultados suportaram as hipóteses relativas às diferenças entre os dois países na identidade nacional e semelhanças na identidade europeia. As hipóteses relativas à ativação da língua não foram, de uma forma geral suportadas. Contudo, houve uma interação significativa de nacionalidade e língua para o auto-investimento com a Europa, com os participantes alemães mostrando pontuações mais altas na condição inglês vs a língua nacional. Além disso, na auto-definição com a Europa, só participantes portugueses obtiveram uma pontuação mais alta na língua nacional do que na língua inglesa. São discutidas as consequências, implicações para a investigação e aplicações futuras.
Peer reviewed: yes
URI: http://hdl.handle.net/10071/20719
Thesis identifier: 202518540
Designation: Mestrado em Erasmus Mundus em Psicologia da Mobilidade Global, Inclusão e Diversidade na Sociedade
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
Master_Kira_ Marcia_Schick.pdf1.44 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.