Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/13160
acessibilidade
Title: A senhora arquiteto - Maria José Estanco. A cidade, o Porto e a arte : residências artísticas em Sines
Authors: Roxo, Joana Filipa Moreira
Orientador: Milheiro, Ana Vaz
Keywords: Maria José Estanco
Biografia
Arquiteto
Mulher
Cidade
Arte
Residência
first female portuguese architect
gender studies
feminism
Issue Date: 22-Nov-2016
Citation: ROXO, Joana Filipa Moreira -A senhora arquiteto - Maria José Estanco. A cidade, o Porto e a arte : residências artísticas em Sines [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2016. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/ 13160>.
Abstract: A primeira arquiteta portuguesa defendeu a tese na Escola de Belas Artes e foi aprovada.” Foi com esta frase que o Jornal o Século anunciou, dia 28 de Junho de 1942, a primeira mulher portuguesa a licenciar- se em Arquitetura: Maria José Brito Estanco. Nasceu em Loulé, em 1905, e viveu toda a sua infância e juventude no Algarve. Ingressou no curso de Pintura na Faculdade de Belas Artes de Lisboa, mas após uma viagem ao Brasil, na qual assiste ao nascimento de uma nova cidade, decide mudar de curso e quando chega a Portugal inscreve-se em Arquitetura. Em 1942 recebe o “Diploma de Senhora Arquitecto” com o projeto final d’”Um Jardim Escola no Algarve’’, com a classificação de 16 valores. (Estanco, 1986) No início do século XX, a condição feminina altera-se graças à conquista dos direitos fundamentais da mulher, do qual resulta uma presença crescente em meios historicamente masculinos. Daqui surgem diversas interrogações, nomeadamente, como se dá a entrada na profissão da arquitetura e qual a sua aceitação? Para um melhor entendimento da história da mulher na Arquitetura Portuguesa, tendo como suporte diversos documentos relacionados com o seu percurso e, sobretudo, depoimentos de pessoas próximas, pretende-se dar a descobrir quem foi Maria José Estanco.
The first female Portuguese architect defended her thesis at the School of Fine Arts and was approved.” It was with this sentence that the newspaper “O Século” announced, in the 28th of June of 1942, the first Portuguese woman graduating in Architecture: Maria José Brito Estanco. Born in Loulé in 1905, she was born and raised in the Algarve. She attended Painting at the Faculty of Fine Arts in Lisbon, but after a trip to Brazil, during which witnessed the birth of a new city, decided to change course and enrolled in Architecture when she returned to Portugal. In 1942, she received the “Lady Architect Diploma” with the final design of “A Garden School in the Algarve”, with a score of 16 points. (Estanco, 1986) In the early twentieth century, the female condition changed thanks to the achievement of fundamental rights of women, which spawned a growing female presence in historically male areas. From that achievement rise many questions, particularly, how does one enter into the profession of Architect, and how accepting is it? For a better understanding of the history of women in Portuguese architecture, supported by several documents relating to her journey and, especially, testimonials from those close to her, it is intended to find out who was Maria José Estanco.
Peer reviewed: yes
URI: http://hdl.handle.net/10071/13160
Thesis identifier: 201551985
Designation: Mestrado Integrado em Arquitetura
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
PFA_Joana Roxo_caderno.pdf79.12 MBAdobe PDFView/Open
PFA_Joana Roxo_desenhos técnicos.pdf1.06 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.