Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/8320
acessibilidade
Title: A Cidade Africana Contemporânea de Origem Portuguesa: São Tomé Pré e Pós-independência
Authors: Madeira da Silva, Teresa
Keywords: Cidades africanas
Cidades de origem portuguesa
São Tomé
Formal/informal
Issue Date: 2012
Publisher: pucpr
Abstract: A cidade de São Tomé foi território português desde as primeiras ocupações até 1975 (data de sua independência), tendo, nesse tempo, crescido segundo os princípios do urbanismo de origem portuguesa. Para além da cidade planeada e consolidada, construída no período de ocupação colonial, a cidade desenvolveu, sobretudo no período pós-independência, um outro tipo de estrutura sem planeamento. À semelhança de outras cidades africanas de origem portuguesa, essa nova estrutura localiza-se na periferia do centro urbano. Este artigo apresenta dois argumentos. O primeiro considera que a cidade de São Tomé apresenta uma estrutura dual, tal como outras cidades africanas: uma zona central planeada, construída no período da ocupação colonial (pré-independência), e outra, periurbana, constituída essencialmente por habitações resultantes da expansão habitacional do centro urbano e com certas características semirrurais: vivendas associadas a espaços de produção agrícola familiar. O segundo argumento refere que tanto a estrutura central planeada, desenvolvida no período colonial, como a estrutura periférica não planeada, desenvolvida posteriormente, têm, na sua origem e desenvolvimento, a procura de relações com o território e, tanto numa como noutra, reconhecem-se estruturas urbanas adaptadas às condições locais.
São Tomé city was a Portuguese territory from the first occupations until independence in 1975; during that time, its growth was in line with Portuguese principles of urbanism. Outside of the city, which was planned and built during the colonial occupation, another type of structure developed without any planning. Like other African cities of Portuguese origin, this new structure is located on the outskirts of the urban center. This article presents two arguments. First, like other African cities of Portuguese origin the city of Sao Tome is believed to have a dual structure: a planned central area built during the colonial occupation (pre-independence), and another of essentially peri-urban dwellings resulting from the spread of housing from the urban center and with semi-rural characteristics: houses together with spaces for family agricultural production. Secondly, both the central planned structure of the colonial period and the peripheral structure developed later strive to relate with the territory and the urban structures are therefore adapted to local conditions in both cases.
Peer reviewed: Sim
URI: http://hdl.handle.net/10071/8320
ISSN: 2175-3369
2175-3369
Publisher version: http://www2.pucpr.br/reol/index.php/urbe
Appears in Collections:DINÂMIA'CET-RI - Artigo em revista científica internacional com arbitragem científica

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
urbe-7394 PUBLICADO.pdf6.67 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.