Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/7880
acessibilidade
Title: Asfalto e clorofila: ameaça e ação coletiva no caso do movimento cívico Plataforma do Choupal
Authors: Montez, Mário Miguel Vieira
Orientador: Monteiro, Alcides A.
Keywords: Ação coletiva
Ameaça
Animação sociocultural
Desenvolvimento
Risco
Collective action
Development
Risk
Social-cultural animation
Threat
Issue Date: 2011
Citation: MONTEZ, Mário Miguel Vieira - Asfalto e clorofila: ameaça e ação coletiva no caso do movimento cívico Plataforma do Choupal [Em linha]. Lisboa: ISCTE, 2011. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/7880>.
Abstract: A análise de um caso de ação coletiva, protagonizada pelo movimento cívico Plataforma do Choupal, leva ao entendimento de um fenómeno decisivo, quer para o desencadear, quer para a desmobilização da ação coletiva – a «ameaça». Para além do interesse em agir em conjunto, numa orientação «racional», os sujeitos agem, essencialmente perante a ameaça aos seus bens ou condições, porqueesta comporta riscos e perigos. Assim, quanto mais forte é a ameaça, mais mobilização consegue a ação coletiva. Quanto mais se afasta a ameaça, mais fácil é a desmobilização. Ao contrário do «interesse», a ameaça é identificada de forma comum. Esta abordagem conduz à existência de uma emocionalidade, a par com a racionalidade da ação coletiva. A compreensão desta fórmula, e de outros fenómenos, permite a profissionais da animação sociocultural trabalhar junto de movimentos cívicos de forma a que a ação coletiva não seja pontual mas sim contínua, produtora de mudança social e de novas formas de exercício da democracia.
The analysis of a case of collective action performed by a civic movement in Coimbra, Portugal, leads to an understanding of critical phenomena with an important relationship within the field of collective action – the «Threat». Besides of acting according to the «rational» condition, the individuals act, first, move by their perception of a «threat» against their goods and their statusbecause the «threat» involves risks and dangers. Thus, the stronger the threat, the stronger is the mobilization for collective action. In the other side, the farther away the threat is, the easier it is demobilization. This approach leads to the existence of an emotionality condition, along with the «rationality» of collective action. The understanding of this formula allows professionals of social-cultural animation and of community development to work with civic movements, so that collective action is not an occasional action but a continuous one, producing social change and new forms of exercise of democracy.
Description: Mestrado em Desenvolvimento, Diversidades Locais e Desafios Mundiais
URI: http://hdl.handle.net/10071/7880
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
tese_mestrado_acao_coletiva.pdf1.54 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.