Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/7568
acessibilidade
Title: Ensinamentos diaspóricos: dez anos de educação para as relações étnico-raciais no Brasil
Authors: Vieira, Paulo Alberto dos Santos
Medeiros, Priscila Martins
Keywords: Brasil
Nação
Pensamento social
Literatura e racismo
Ações afirmativas
Lei 10639/03
Issue Date: 2014
Publisher: Centro de Estudos Internacionais do Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL)
Abstract: se comemoram os dez anos de aprovação da Lei 10639/03, instrumento que tornou obrigatório o ensino de História e Cultura Afro-brasileira e africana na educação básica do país. O Brasil, mais do que reafirmar sua origem histórica através da tríade formada por europeus, indígenas e africanos, ainda precisa refletir sobre qual é o “lugar social” ocupado pela África e seus descendentes em seu imaginário social. Afinal, se de um lado a população negra é constantemente excluída discursivamente no país, por outro, ela e suas marcas estão presentes em quase tudo que observamos ao nosso redor. Para refletirmos sobre isso, discutimos os desafios colocados em um país como o Brasil, que ainda está se desvencilhando do mito de que seria um país livre do racismo. Para tanto, resgatamos um caso polêmico ocorrido em 2010, e que ainda está muito vivo, sobre a denúncia de racismo presente na obra Caçadas de Pedrinho, escrita por Monteiro Lobato. Os debates em torno desse caso, que envolveram o Ministério da Educação, pesquisadores, professores, organizações não-governamentais e o Supremo Tribunal Federal parecem demonstrar o quão pulsante tem sido o tema das relações e da educação das relações étnico-raciais na sociedade brasileira
This article discusses the issue of ethnic and racial relations in the Brazilian context in which we are celebrating ten years of approval of Law 10639/03, an instrument that made compulsory the teaching of History and Afro-Brazilian and African basic education in the country. Brazil, more than restate its historical origin through the triad of Europeans, Indians and Africans also need to reflect on what is the "social space" occupied by Africa and their descendants in his social imaginary. After all, if one side of the black population is constantly discursively excluded in the country, on the other, it and brands are present in almost everything we see around us. To reflect on this, we discuss the challenges in a country like Brazil, which is still shaking off the myth that would be a country free from racism. Therefore, we rescued a controversial case occurred in 2010, and is still very much alive, on the complaint of racism present in the work Hunts Pedrinho, written by Monteiro Lobato. The debates surrounding this case, involving the Ministry of Education, researchers, teachers, non-governmental organizations and the Supreme Court seem to demonstrate how pulsating has been the subject of relationships and education of ethnic and racial relations in Brazilian society.
URI: http://hdl.handle.net/10071/7568
ISBN: 978-989-732-364-5
Appears in Collections:CEI-CLN – Autoria de capítulos de livros nacionais

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
Medeiros_Priscila_&_Vieira_Paulo_ECAS_2013.pdf1.51 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.