Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/7148
acessibilidade
Title: A política externa dos estados unidos da américa para África: a criação do Africa command
A política externa dos estados unidos da américa para África: a criação do Africa command
Authors: Cunha, Pedro Alexandre Barge
Orientador: Rodrigues, Luís Nuno
Keywords: AFRICOM África
AFRICOM África
Comando de combate
Comando de combate
EUA
Política externa
Política externa
Combatant command
Combatant command
USA
Foreign policy
Foreign policy
Issue Date: 2011
2011
Citation: CUNHA, Pedro Alexandre Barge - A política externa dos estados unidos da américa para África: a criação do Africa command [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2011. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/7148>.
CUNHA, Pedro Alexandre Barge - A política externa dos estados unidos da américa para África: a criação do Africa command [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2011. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/7148>.
Abstract: A criação do AFRICOM, em 2007, revelou uma aproximação dos EUA a África, representando um aumento da importância estratégica do continente africano. O AFRICOM apresentava algumas inovações relativamente aos restantes comandos de combate norte-americanos, uma vez que assumia uma postura interdepartamental ao incluir na sua estrutura, para além dos militares e civis do Departamento de Defesa, indivíduos de outros departamentos norte-americanos. A postura adoptada pelo comando de combate consistia no Princípio de Segurança Ativa, caracterizado por um engajamento em tempos de paz. A ação do AFRICOM consistia, essencialmente, na capacitação dos países parceiros africanos, embora também desenvolvesse iniciativas de caráter contra-terrorista. A postura dos países africanos perante a criação do AFRICOM foi, inicialmente, negativa, embora se tenha verificado uma evolução positiva ao longo do tempo.
The AFRICOM’s creation, in 2007, revealed a closer approach of the United States towards Africa, which represented an increasing strategic importance of the African continent. Compared to its counterparts, AFRICOM presented some innovations, by including in its structure, not only militaries and civilians from the U.S. Department of Defense, but also officials from civil agencies. The AFRICOM’s posture consisted in the Principle of Active Security, which were characterized by a peace time engagement. AFRICOM’s activities consisted, essentially, in building African partners capabilities, but had also developed counter-terrorist initiatives. The African countries’ posture towards the creation of AFRICOM was, in the beginning, negative. Though, there was a positive trend over the time, with the African countries being more approachable to the AFRICOM’s iniciatives.
AFRICOM, Africa, , ,
Description: Mestrado em História, Defesa e Relações Internacionais
URI: http://hdl.handle.net/10071/7148
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
Tese Mestrado Pedro A. Barge Cunha.pdf947.32 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.