Skip navigation
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/6047
acessibilidade
Title: Prisões de Portugal
Authors: Dores, António Pedro
Keywords: prisão
Portugal
instituição
políticas sociais
Issue Date: 2002
Publisher: Associação Portuguesa de Sociologia
Abstract: Onde se discute porquê e como a vida prisional, mesmo para Foucault, parece inatingível, inapropriável, incontrolável, indizível. E de como esse entendimento é contraditório com a modernidade, com a legalidade, com a funcionalidade, com a humanidade e com o sentido da civilização. Há, pois, que revelar a vida prisional, mesmo que tal operação a transforme noutra coisa. Principalmente por isso. Onde aparecem ministros, jornalistas, funcionários, guardas e prisioneiros a apreciar o “chibo”, o delator-colaboracionista, o principal dilema ético do prisioneiro. Estão em causa os limites físicos, morais e sociais da instituição prisional, como estão em causa as formas de sociabilidade nacional, i.e. a figuração que integra e articula esta forma de institucionalização da exclusão com outras instituições – como as que se dedicam à reinserção social – e com outras instâncias sociais – como as classes sociais, os imigrantes, as práticas de tráfico e de consumo de drogas ilícitas, etc.. Segue-se uma breve apresentação de algumas linhas de questionamento para uma investigação sociológica sobre prisões, lugar de confluência de recursos e populações, lugar de centrifugação de populações transformadas e de redes de sociabilidade institucionais e informais, mais ou menos estruturadas, mais ou menos autónomas, sujeitas às transformações e adaptações da sociedade em geral e também da sua própria condição especial. Aproximar-nos-emos da instituição prisão e das políticas prisionais, inspirados numa experiência de activismo cívico em que participamos. Propomo-nos pesquisar a relação entre as prisões e a sociedade: Serão as prisões um mundo à parte? Um sub-mundo? Um purgatório? Ou serão parte integrante da sociedade?
Peer reviewed: Sim
URI: http://hdl.handle.net/10071/6047
Publisher version: Versão final: http://www.aps.pt/cms/docs_prv/docs/DPR462db67b30d50_1.PDF
Appears in Collections:CIES-CRN - Comunicações a conferências nacionais

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
Prisões de Portugal texto 04.doc103.5 kBMicrosoft WordView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.