Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/5487
acessibilidade
Title: O reposicionamento dos poderes nas sociedades anónimas
Authors: Rodrigues, Inês Martins
Orientador: Pita, Manuel
Keywords: Sociedade anónima
Poderes
Competência
Acionista
Administração
Joint stock companies
Powers
Competence
Share holders
Management
Issue Date: 2012
Citation: RODRIGUES, Inês Martins - O reposicionamento dos poderes nas sociedades anónimas [Em linha]. Lisboa: ISCTE, 2012. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/5487>.
Abstract: As sociedades anónimas em Portugal permitem constatar uma desvirtuação da separação que normalmente existe entre o titular das participações e os responsáveis pela gestão da empresa, característica inerente ao desenvolvimento desta estrutura societária e acentuada por requisitos dos tempos modernos. Esse tecido empresarial mantém, maioritariamente e sem prejuízo das sociedades cotadas em bolsa, uma estrutura enraizada em matrizes familiares, ou com características geralmente atribuídas a Pequenas e Médias Empresas, mantendo um alinhamento muito próximo da cultura institucional dos accionistas. Nesse enquadramento destaca-se uma questão mais genérica e natural na sua essência: quem, no quadro empresarial de uma sociedade anónima dos tempos modernos, tem o poder sobre a estrutura, nomeadamente ditando o futuro dos meios de produção e as soluções de financiamento? A resposta imediata parece recair sobre os titulares das participações, porquanto a criação da sociedade dependeu da sua vontade originária. Mas será mesmo assim? Com efeito, a gestão dessas sociedades tem chamado a si mais poderes, correspondendo a um progressivo incremento das respectivas obrigações e responsabilidades. A nossa investigação não tem como finalidade o mero estudo dos órgãos sociais da sociedade anónima, pois não estaríamos a alcançar o diferencial dinâmico pretendido. Procura, antes, a resposta à questão sobre quem detém o controlo da sociedade – se a Assembleia Geral ou a Administração – analisando se as soluções criadas no ordenamento jurídico nacional se encontram adequadas à representação dos diversos poderes e interesses existentes na empresa, designadamente se daí resulta um equilíbrio ou se o poder se encontra, de alguma forma, mitigados.
In Portugal joint stock companies present a distortion in usual segregation between the roles of share holders and company managers, which represents a specific characteristic in the development of this corporate structure, enhanced by requirements of modern times. This entrepreneurial, in its majority and without prejudice of listed companies, maintains a structure rooted in family structures or with characteristics usually attributed to small and medium-sized enterprises, keeping a tight alignment with the institutional culture of shareholders. In this scenario a wider and obvious issue arises: who, in the context of a business corporation of modern times, has the power over the structure, including the enforcement to dictate the future of the means of production and financing solutions? The immediate answer seems to lie upon the share holders, since the incorporation of the company depends on their will. But should this be enough? Indeed, management of stock companies has been gathering more powers, corresponding to a gradual increase of their duties and responsibilities. This research does not aims the merely study of the governing bodies of the corporation since we wouldn’t achieve the desired differential dynamic. Instead, it seeks to answer the question of who has control of the stock company – the General Assembly or the Management – further analyzing if solutions created by Portuguese Law are adequate to the representation of the different powers and interests within the company and more specific if there are any equilibrium or if the over power is somehow mitigated.
URI: http://hdl.handle.net/10071/5487
Designation: Mestrado em Direito das Empresas
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
Dissertação Tese - Inês Martins Rodrigues.pdf681.19 kBAdobe PDFView/Open    Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.