Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/4846
acessibilidade
Title: Emoções & comportamentos: o impacto dos recursos laborais e pessoais na gestão do stress ocupacional
Authors: Preto, Íris
Orientador: Duarte, Henrique
Keywords: Qualidade de vida no trabalho
Stress ocupacional
Condições de trabalho
Exigências laborais
Recursos laborais e pessoais
Emoções
Comportamentos
Life quality at work
Labor stress
Work conditions
Labor demands
Labor resources and personal resources
Emotions
Behaviors
Issue Date: 2011
Citation: PRETO, Íris - Emoções & comportamentos: o impacto dos recursos laborais e pessoais na gestão do stress ocupacional [Em linha]. Lisboa: ISCTE, 2011. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/4846>.
Abstract: O nosso estudo tem como objectivo principal a análise do stress ocupacional originado pelas condições de trabalho e o seu impacto na qualidade de vida no trabalho dos indivíduos, uma vez que os contextos laborais se têm tornado mais exigentes. Procurámos averiguar o efeito das exigências laborais em repercussões psicológicas, emocionais e comportamentais, e que papel desempenham os recursos laborais e pessoais nestas relações. Porquê que alguns indivíduos encaram estes contextos de trabalho como exigentes, e outros os encaram como desafiantes? Considerando uma amostra de 200 indivíduos trabalhadores, dos dois géneros sexuais, de diversos sectores e categorias profissionais, idades diferentes, e formação académica e vínculos contratuais variados, todas as respostas foram obtidas por preenchimento on-line de questionários individuais. Através da análise das dezasseis hipóteses colocadas, foi possível apurar que as exigências laborais agem como stressors organizacionais, condicionam comportamentos e emoções no local de trabalho, afectam o bem-estar psicológico e organizacional, e só os recursos (tanto laborais como pessoais) podem devolver algum equilíbrio a estas relações. Estes mostraram ter um importante papel motivacional e de atenuação do stress ocupacional.
Our study’s main objective is the analysis of the occupational stress originated on the working conditions and its impact in the individual quality of life at work, since the labor contexts have became more demanding. We looked to ascertain the effect of labor demands in psychological, emotional and behavioral repercussions, and what part do labor and personal resources play in these relations. Why do some individuals face these work contexts as demanding while others look at them as challenging? Considering a sample of two hundred working individuals, from both genders, diverse sectors and professional categories, different ages and academic backgrounds, and with various contractual links, all answers were obtained through individual questionnaires filled online. By analyzing all the sixteen hypotheses placed, it was possible to investigate that labor demands act as organizational stressors, conditioning behaviors and emotions at the workplace, affecting the psychological and organizational well-being, and only the resources (both labor and personal) may return some balance to these relations. These resources have demonstrated to play an important motivational role while attenuating the effects of the occupational stress.
URI: http://hdl.handle.net/10071/4846
Designation: Mestrado em Gestão de Recursos Humanos
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado



FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.