Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/3913
acessibilidade
Title: Os constrangimentos ao desenvolvimento de S. Tomé e Príncipe no período pós-colonial
Authors: Santo, Armindo de Ceita do Espírito
Keywords: Desenvolvimento
Valores culturais
Ambiente social
Empresariado informal
Issue Date: Oct-2012
Publisher: Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL), Centro de Estudos Africanos (CEA-IUL)
Abstract: Este artigo procura discutir os constrangimentos de ordem cultural ao desenvolvimento de S. Tomé e Príncipe no período pós-independência. Tais constrangimentos resultam de importantes ruturas que bloqueiam o seu processo de desenvolvimento e de redução da pobreza. O texto começa por indagar sobre o ambiente social em que se estruturaram os valores culturais dos forros são-tomenses no período colonial, de maneira a compreender os fatores culturais que parecem dificultar o processo de desenvolvimento de S. Tomé e Príncipe no período pós-independência. Por outro lado, o artigo procurará discutir o efeito da rutura social que ocorreu no séc. XIX, com o regresso de europeus ao arquipélago, e que conduziu à despromoção social da elite forra que governava o arquipélago e a consequente perda da sua identidade cultural. No fundo, pretende-se questionar por que razão a nova elite forra, que emergiu na sequência do processo da independência, e que comanda os destinos do país, não foi capaz, até hoje, de promover o seu desenvolvimento sustentável no período pós independência. Adotando antes um comportamento neopatrimonialista e lutas constantes entre os elementos da elite política pelo acesso ao poder para acumulação de riqueza pessoal, o que inviabiliza a busca de consensos para definir uma linha de rumo para orientar o desenvolvimento do país com vista à redução da pobreza das pessoas. Um tal ambiente constituiu oportunidade para o florescimento do empresariado informal da área urbana cujos agentes lutam pela sobrevivência, inventando formas de vida, de maneira à escapar de uma condição de pobreza ainda mais deprimente. Este trabalho é elaborado tomando em consideração o caso de Cabo Verde que, no período pós-independência, apresenta um relativo avanço em termos de desenvolvimento em relação a S. Tomé e Príncipe.
URI: http://hdl.handle.net/10071/3913
ISBN: 978-989-732-089-7
Appears in Collections:CEI-CLN – Autoria de capítulos de livros nacionais

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
Santo_STP_271_285.pdf256.73 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.