Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/2519
acessibilidade
Title: Psicopatia nas organizações
Authors: Demolinari, Simone de Souza
Orientador: Menezes, Rui
Keywords: Psicopata
poder
doença
empresa
Psychopath
power
disease
company
Issue Date: 22-Mar-2011
Citation: DEMOLINARI, Simone de Souza - Psicopatia nas organizações [Em linha]. Lisboa: ISCTE, 2010. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/2519>.
Abstract: O presente trabalho tem como objetivo um estudo exploratório para evidenciar que a existência de um funcionário psicopata dentro de uma empresa é extremamente danosa, não só do ponto de vista da própria organização, como também das pessoas envolvidas diretamente com ele. Primeiramente, investigamos o conceito evolutivo da psicopatia ao longo do tempo, passamos por historiadores, médicos e escritores que contribuíram para chegarmos às definições atuais. Após essa contextualização, apresentamos os tipos de transtornos de personalidade e um resumo da forma com que ela se manifesta no indivíduo, com o intuito de elucidar o comportamento anomálico de algumas pessoas. Verificamos que a forma com que as empresas estão estruturadas também pode atrair ou mesmo aflorar o comportamento psicopático de pessoas que já apresentam um grau leve da doença. Identificamos o perfil tanto do psicopata quanto da vítima, elucidando sua forma de atuação e a sua reincidência. Apresentamos casos de violência emocional nas organizações, em que funcionários foram submetidos aos poderes coercitivos de chefes que não mediram a sua forma abusiva de liderança. Vítimas de líderes cruéis e violentos emocionalmente que submeteram seus subordinamos às mais diversas humilhações, chegando, essas vítimas, algumas vezes, ao absurdo do suicídio. Ilustramos com uma entrevista de uma funcionária que supostamente foi vítima por cinco anos de um chefe psicopata. Ela nos explica como ele agia no dia-a-dia, e detalhes da sua maneira peculiar de liderança. Analisamos que a forma de violência cometida dentro das empresas por psicopatas é qualitativamente diferente daquelas praticadas por não psicopatas, provavelmente mais predatórias e mais nocivas. O grande desafio das organizações é conseguir identificar esse perfil, visto que, aparentemente, esses indivíduos com anomalias comportamentais não têm sua inteligência afetada e nem tampouco apresentam prejuízos ao entendimento; ao contrário, vivem no meio empresarial disfarçado de ótimos executivos.
This work aims an exploratory study to demonstrate that the existence of an official psychopath within a company is extremely damaging, not only from the standpoint of the organization itself, but also from people directly involved with it. First, we investigated the evolutionary concept of psychopathy over time, we passed by historians, writers and doctors who helped deliver the current settings. After this background, we present the types of personality disorders and a summary of the way it manifests itself in the individual, in order to elucidate the anomalous behavior of some people. We found that the way companies are structured can also attract or even touch on psychopathic behavior of people who already have a mild disease. We identified both the profile of the psychopath as the victim, explaining the way it operates and it’s recidivism. We present cases of emotional abuse in organizations in which employees were subjected to the coercive powers of chiefs who did not spare his misuse of leadership. Victims of violent and emotionally cruel leaders who submitted their subordinated to several humiliations, arriving, these victims, sometimes the absurdity of suicide. We illustrate with an interview of an employee who allegedly suffered by five years of a chief psychopath. She explains how he acted on a day-to-day, and details of their peculiar way of leadership. We analyze the form of violence committed by psychopaths within firms is qualitatively different from those practiced by non-psychopaths, probably more predatory and more harmful. The great challenge for organizations is to identify this profile, since, apparently, those individuals with behavioral abnormalities are not affected and their intelligence nor the understanding show losses, but rather live in a business disguised as a great executive.
Description: Mestrado em Gestão de Empresas
URI: http://hdl.handle.net/10071/2519
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
Projeto _Simone Demolinari.pdf663.72 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.