Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/20256
acessibilidade
Title: Lisboa: uma imagem que ficou à margem
Other Titles: Centro de artistas na Trafaria
Authors: Raposo, Inês Sofia Moreira Cardoso
Orientador: Gonçalves, Ana Gabriela Bastos
Pinto, Pedro da Luz
Keywords: Frente ribeirinha
Regeneração urbana
Requalificação urbana
Espaço público
Vazios urbanos
Riverfront
Urban regeneration
Requalification
Public space
Urban voids
História urbana
Zona ribeirinha
Trabalho de projeto
Rio Tejo -- Península Ibérica
Lisboa -- Portugal
Issue Date: 20-Nov-2019
Citation: RAPOSO, Inês Sofia Moreira Cardoso - Lisboa: uma imagem que ficou à margem [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2019. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/20256>.
Abstract: A presente dissertação tem como objeto de estudo a relação de Lisboa com o Rio, sendo impossível dissociar a história da cidade da sua posição estratégica na foz do Tejo. Este serviu sempre como elemento de estruturação no desenho da cidade, primeiro como meio de subsistência, mais tarde como local de entrada e saída de mercadorias, e depois como elemento de destruição que deu origem ao desenho da baixa pombalina, e atualmente como espaço de lazer para os habitantes. O estudo da relação da cidade-água foca três zonas de estudo distintas como reflexo de diferentes períodos evolutivos de Lisboa. O período do aparecimento do primeiro bairro quando foram demolidos os muros que cercavam o castelo e a antiga cidade nele contidas, no caso de Santa Apolónia; a época industrial com a expansão do caminho-de-ferro e as fábricas que o acompanharam, assim como de bairros de operários em Alcântara; e por fim, o período de glorificação cultural do país e de Lisboa em Belém. A frente ribeirinha tem vindo a ser valorizada na atualidade, e cada zona ilustra meios diferentes de desenho urbano, refletidos na formação das mesmas e na própria relação destas com o rio.
This dissertation studies the relationship between Lisbon and its River, being impossible to dissociate the history of the city from its strategic position in Tagus. It has always served as a structuring element in the design of the city, first as a means of subsistence, later as an entry and exit place of goods, and then as an element of destruction that gave rise to the design of Baixa Pombalina, and nowadays as a leisure space for the inhabitants. The study of city-water relationship focuses on three distinct study zones as a reflection of different evolutionary periods in Lisbon. The appearance period of the first settlement of a neighbourhood when the surrounding walls of the castle and the old city were demolished, in Santa Apolónia; the industrial age with the expansion of the railway and with it the factories, as well as the neighbourhoods from the working class in Alcântara; and finally, the cultural period in glorification of the country and the city of Lisbon in Belém. The riverfront has been valued today, and each zone illustrates different means of urban design, which are reflected in their formation and their own relation with the river.
Peer reviewed: yes
URI: http://hdl.handle.net/10071/20256
Thesis identifier: 202461297
Designation: Mestrado em Arquitetura
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
Master_Ines_Cardoso_Raposo.pdf15.77 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.