Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/1747
acessibilidade
Title: Balanced Scorecard político o caso do MMS
Authors: Coelho, Marco António Pinto Correia Ribeiro
Orientador: Correia, Eduardo Baptista Macdonald
Keywords: Balanced Scorecard
Partidos políticos
Gestão do desempenho
Organizações
Political parties
Performance management
Nonprofit organizations
Issue Date: 2009
Citation: COELHO, Marco António Pinto Correia Ribeiro - Balanced Scorecard político o caso do MMS [Em linha]. Lisboa: ISCTE, 2009. Tese de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/1747>.
Abstract: O Balanced Scorecard (BSC), modelo desenvolvido por David Norton e Robert Kaplan, no início dos anos noventa, para medir a performance das organizações, complementa os tradicionais indicadores financeiros com, indicadores não financeiros, oferecendo aos gestores quatro perspectivas diferentes: financeira; cliente; processos e aprendizagem e crescimento. “Não se consegue gerir aquilo que não é possível medir” (Kaplan e Norton, 2004, viii), é uma afirmação incontestável e, o BSC aparece como resposta à necessidade das organizações projectarem e avaliarem a sua estratégia de médio/longo prazo, ligando os orçamentos financeiros e os objectivos estratégicos. As Organizações partidárias, vulgo Partidos Políticos em geral, não integram os conceitos de gestão, vulgarmente utilizados nas empresas, no desenvolvimento das suas actividades. A avaliação do desempenho dos Partidos Políticos, resume-se ao resultado de actos eleitorais. A aplicabilidade do BSC, adaptado a Organizações sem fins lucrativos, a um Partido Político é o tema deste Projecto de Mestrado, no qual é efectuada uma caracterização do Movimento Mérito e Sociedade (MMS), desenhado um modelo de BSC.
The Balanced Scorecard (BSC) was developed by David Norton and Robert Kaplan in the early nineties to measure organizational performance. It encourages managers to measure performance not only with traditional financial information by introducing three additional perspectives: Customer, Internal Business Processes; and Learning and Growth. “You can’t manage what you can’t measure” (Kaplan and Norton, 2004, viii) is an undeniable statement. The BSC offers organizations the required tool to formulate and to evaluate their mid and long-term strategy, linking financial planning to strategic objectives. In order to develop their activities political parties do not use business management concepts, used by other business organizations. Political parties’ performance is evaluated by election results. The subject of my master’s project is the applicability of an adapted to nonprofit organizations BSC, to political parties. Specifically I analyse its applicability to the party Movimento Mérito e Sociedade (MMS) and define this party’s BSC.
Description: Relatório de Projecto
URI: http://hdl.handle.net/10071/1747
Designation: Mestrado em Gestão
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
BSC-Político_MMS_Art-v10f.pdf20.43 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.