Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/1513
acessibilidade
Title: Gestão do risco nas organizações de saúde: percepção dos profissionais face ao papel do gestor de risco
Authors: Gonçalves, Vânia Cristina Nunes Gomes
Orientador: Martins, Luís
Keywords: Gestão do risco
Organizações de saúde
Issue Date: 2008
Citation: GONÇALVES, Vânia Cristina Nunes Gomes - Gestão do risco nas organizações de saúde: percepção dos profissionais face ao papel do gestor de risco [Em linha]. Lisboa: ISCTE, 2008. Tese de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/1513>.
Abstract: A gestão de risco na área da saúde é uma área em desenvolvimento em Portugal, pelo que procurámos investigar o perfil do gestor do risco nas organizações de saúde portuguesas e quais as implicações da sua actuação. Os objectivos visavam a identificação do perfil do gestor de risco, através da enumeração das suas principais tarefas e áreas de actuação, avaliando-se concomitantemente as competências fundamentais para adequado desempenho da função. No sentido de avaliar as implicações da sua actuação, abordámos a cultura de orientação ao erro e a cultura da fiabilidade dos profissionais para compreender o fenómeno em estudo. No enquadramento teórico, foram abordados aspectos relacionados com a gestão da qualidade e seu impacto nas políticas de gestão, em termos da aplicação do processo de acreditação e da adopção de medidas que incentivam a cultura de orientação ao erro e a cultura da fiabilidade, as quais caracterizam e diferenciam as organizações altamente fiáveis. A dicotomia existente entre o erro e o risco foi abordada, assim como uma caracterização da gestão do risco, na qual se descreveu o profissional que assume as funções da gestão do risco e a necessidade de definir um perfil de competências. Para proceder ao estudo, foi utilizada uma abordagem qualitativa e quantitativa, do tipo descritivo, analítico, comparativo e exploratório, existindo dois momentos de avaliação, através da realização de entrevistas e posterior aplicação de questionários a profissionais nas organizações de saúde. A população do estudo corresponde a todos os gestores de risco e colaboradores, nomeadamente, enfermeiros-chefes e colaboradores na gestão, enfermeiros supervisores, directores e chefes de serviço médico das organizações de saúde de Portugal acreditadas ou em processo de acreditação. O tratamento dos dados teve por base uma análise quantitativa e qualitativa de conteúdo, de que destacamos o tratamento informático SPSS e EXCEL que constou da estatística não paramétrica e paramétrica. Como principais conclusões destacamos o facto de uma maior experiência profissional contribuir para a sensibilização e compreensão dos profissionais face ao perfil do gestor do risco (enumeração das suas tarefas), e uma mais eficaz cultura da fiabilidade e de orientação ao erro. Esta sensibilização foi notada não só para os gestores de risco como para os outros grupos profissionais estudados, onde a experiência profissional e a formação têm papel preponderante Constatou-se igualmente a existência de relação entre a cultura da fiabilidade e a cultura de orientação ao erro e sua gestão, sendo as mesmas ainda influenciadas pelo tempo de exercício profissional dos profissionais, ao qual se acresce a influência detectada sobre a enumeração de tarefas para delineamento de funções do gestor do risco. Porém, esta última, não é influenciada nem pela cultura da fiabilidade nem pela cultura da orientação ao erro. A acreditação das organizações de saúde permite uma maior sensibilização dos seus profissionais a todas estas áreas, pois são aspectos fulcrais para o programa de acreditação e consequentemente para a melhoria da qualidade dos serviços prestados pelas mesmas, pelo que influencia a cultura da fiabilidade e de orientação ao erro existentes nas organizações.
Risk management in the area of the health care in Portugal is still developing, that’s why we decided to investigate the profile of the health care risk manager in the portuguese organizations and which implications result from his acting. Our purpose was to identify risk manager profile through the identification of his main tasks and areas of acting and through the identification of the required skills for a successful practice. We have also evaluate the error management culture and reliability culture of the professionals to understand the subject of the study. In the theoretical review we have seen aspects related with the quality management and its impact in the politics of health care organizations management, through the application of processes of accreditation and the adoption of measures that increase the error management culture and the reliability culture, aspects which characterize and differentiate the High Reliability Organizations. It was also addressed the dichotomy between error and risk as well as risk management in which it was described the and risk manager professional and the required skills for the job. To elaborate the study it was used a qualitative and quantitative approach, of the descriptive, analytic, comparative and explored type, with two moments of evaluation, through interviews and the subsequent application of questionnaires directly to the professionals from the health care organizations. The population of the study included all the risk manager professionals and their employees, including, chief nurses and their employees in management, supervising nurses, directors and head of medical services of all health care organizations. They are all accredited or in the accreditation process. The data processing was based on a quantitative and qualitative analysis of content, which feature electronic processing with SPSS and EXCEL that consisted of parametric and not parametric statistics. The main findings highlight the fact that a bigger professional experience contribute to the awareness and understanding of the professionals face to the profile of the risk manager (listing of his tasks), and a more effective culture of reliability and guidance to error. This awareness has been notice not only for risk managers as for other professional groups, where the professional experience and training have a leading role. It was noted equally that the existence of the relationship between the reliability culture, error management culture and its management, being the same still influenced for the time of professionals exercise, which is added the influence detected on the enumeration of tasks for delineation of functions of the risk manager. However, the last one is not influenced by neither the reliability culture nor the error management culture. The accreditation for health care organizations allows a greater awareness of his professional to all these areas, because there are key issues for the accreditation program and consequently to improve the quality of services provided by them, because it affects the reliability culture and the error management culture in the existing organizations.
URI: http://hdl.handle.net/10071/1513
Designation: Mestrado em Gestão de Serviços de Saúde
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
Dissertação Gestão do Risco.pdfFicheiro principal3.22 MBAdobe PDFView/Open
Anexo I - Guião da Entrevista.pdfAnexo I698.34 kBAdobe PDFView/Open
Anexo II - Questionário.pdfAnexo II942.33 kBAdobe PDFView/Open
Anexo III - Pedido Autorização.pdfAnexo III457 kBAdobe PDFView/Open
Anexo IV - Verbatim da Entrevistas.pdfAnexo IV1.52 MBAdobe PDFView/Open
Anexo V - Significados formulados.pdfAnexo V1.11 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.