Skip navigation
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/14502
Full metadata record
acessibilidade
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorBraga, R.-
dc.contributor.authorMarques, J. S.-
dc.date.accessioned2017-09-29T15:33:38Z-
dc.date.available2017-09-29T15:33:38Z-
dc.date.issued2017-
dc.identifier.issn1517-4522-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10071/14502-
dc.description.abstractO artigo pretende construir uma comparação entre a formação do precariado pós-fordista no Brasil e em Portugal, a partir da análise dos padrões de proletarização do trabalho artístico nos dois países e sua relação com diferentes trajetórias de açãocoletiva, assim como a articulação com os novos movimentos de trabalhadores precarizados. Assim, destacaremos os dilemas enfrentados pelo movimento dos trabalhadores precários em transnacionalizar suas formas de ação coletiva. No caso brasileiro, analisamosespecificamente a mobilização por políticas públicas para a cultura que, distanciada da atuação sindical, desembocou na conquista do programa de Fomento ao Teatro; no caso português, analisamos a ação coletiva - que se consolida com a criação do sindicato-movimento Cena contra a perda de direitos trabalhistas num contexto marcado pela adoção de políticas de austeridade em escala europeia. Os limites da transnacionalização das reivindicações desses grupos de trabalhadores precários serão problematizados à luz da ideia muito presente nos novos estudos “neopolanyianos” do trabalho segundo a qual o processo de mobilização do precariado no Sul global anunciaria o advento de um contramovimento “embrionário” cuja tendência seria florescer conforme a mercantilizaçãoneoliberal ampliasse e aprofundasse as ameaças à classe trabalhadora em escala mundial.por
dc.language.isopor-
dc.publisherInstituto de Filosofia e Ciencias Humanas-UFRGS-
dc.relationinfo:eu-repo/grantAgreement/FCT/5876/147300/PT-
dc.rightsopenAccesspor
dc.subjectPrecariadopor
dc.subjectMovimento dos trabalhadorespor
dc.subjectAção sindicalpor
dc.subjectMercantilização do trabalhopor
dc.titleTrabalho, globalização e contramovimentos: dinâmicas da ação coletiva do precariado artístico no Brasil e em Portugalpor
dc.typearticle-
dc.pagination52 - 80-
dc.publicationstatusPublicadopor
dc.peerreviewedyes-
dc.journalSociologia-
dc.distributionInternacionalpor
dc.volume19-
dc.number45-
degois.publication.firstPage52-
degois.publication.lastPage80-
degois.publication.issue45-
degois.publication.titleTrabalho, globalização e contramovimentos: dinâmicas da ação coletiva do precariado artístico no Brasil e em Portugalpor
dc.date.updated2019-04-02T14:29:08Z-
dc.description.versioninfo:eu-repo/semantics/publishedVersion-
dc.identifier.doi10.1590/15174522-019004503-
dc.subject.fosDomínio/Área Científica::Ciências Sociais::Outras Ciências Sociaispor
iscte.identifier.cienciahttps://ciencia.iscte-iul.pt/id/ci-pub-39291-
iscte.alternateIdentifiers.scopus2-s2.0-85049175877-
Appears in Collections:CIES-RI - Artigos em revista científica internacional com arbitragem científica

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
Braga e Marques 2017.pdfVersão Editora239.46 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.