Skip navigation
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/12670
acessibilidade
Title: O projeto Grupos Aprender, Brincar, Crescer: expectativas, avaliação e perceção das supervisoras sobre a qualidade da sua implementação
Authors: Lobo, Joana Margarida Pereira Ferreira
Orientador: Alexandre, Joana Dias
Keywords: Educação infantil
Avaliação de projetos
Avaliação da qualidade
Education services for children
Playgroups
Monitoring
Quality
Issue Date: 13-Dec-2016
Citation: LOBO, Joana Margarida Pereira Ferreira - O projeto Grupos Aprender, Brincar, Crescer: expectativas, avaliação e perceção das supervisoras sobre a qualidade da sua implementação [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2016. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/12670>.
Abstract: O projeto Playgroups for inclusion ou Grupos Aprender, Brincar, Crescer (GABC) consiste num projeto-piloto em Portugal dirigido a crianças entre os zero e os quatro anos de idade, que não estão inseridas em respostas educativas formais, bem como às suas famílias/cuidadores, e que se encontra a ser implementado em cinco distritos do país: Aveiro, Coimbra, Lisboa, Porto e Setúbal. Em Portugal os GABC são dinamizados por duas monitoras e em cada distrito existe uma supervisora licenciada em educação infantil. O presente trabalho visa analisar qual a perceção das supervisoras sobre a qualidade da implementação dos GABC, ao longo do período de implementação do mesmo. Para além da qualidade, visa compreender as expectativas destas sobre o projeto e como estas se foram modificando ao longo do período de implementação. Tem também como objetivo averiguar qual a avaliação geral dos GABC, segundo as supervisoras. Para tal, foram conduzidas entrevistas individuais às cincos supervisoras, em dois momentos distintos: um mês após o início dos GABC (T1; dezembro, 2015) e, outro sensivelmente um mês antes do seu término (T2; maio/junho, 2016). De um modo geral, as supervisoras consideraram que os GABC tiveram sempre em conta as necessidades e interesses das famílias, promovendo-se a sua participação, desde o início, existindo por isso ao longo da implementação um clima de bem-estar. Apesar dos GABC serem um contexto propício a experiências de aprendizagem diversas (sensoriais, de experimentação, etc.) e ser relatada a evolução das famílias aos longo do projeto, como aspetos negativos destaca-se a falta de assiduidade das famílias. Os resultados permitem concluir que, do ponto de vista das supervisoras os GABC constituem-se como uma resposta futura adequada, devendo existir, no entanto, estratégias claras que promovam uma maior assiduidade das famílias.
The project Playgroups for Inclusion (in portuguese Grupos Aprender Brincar Crescer – GABC), is a pilot project in Portugal for children between zero and four years old, who have not entered into formal educational responses as well as their families/caregivers, and which is being implemented in five districts: Aveiro, Coimbra, Lisbon, Porto and Setúbal. In Portugal the GABC are run by two monitors and each district there is a licensed supervisor in child education. This study aims to analyze what the perception of supervisors on the quality of implementation of GABC over the implementation of the same period. Besides its quality, aims to understand the expectations of these on the project and how they have changed over the implementation period. It also has the objective of verifying the overall assessment of GABC, according to the supervisors. To this end, individual interviews were conducted with five supervisors, at two different times: one month after the start of GABC (T1; December, 2015) and another roughly a month before its completion (T2, May / June, 2016). In general, supervisors considered that GABC always took into account of the needs and interests of families, promoting their participation from the beginning and throughout the implementation wellness climate. Despite GABC be an enabling environment to diverse learning experiences (sensorial, experimentation, etc.) and reported the evolution of the families throughout the project, negative aspects we highlight and the lack of attendance of families. The results show that, from the point of view of the supervisory GABC constitute as an appropriate future response should be, however, clear strategies to promote greater attendance of families.
Description: Classificação: 2956 Educação infantil e Cuidado das Crianças; 3040 Perceção Social e Cognição; 3373 Comunidade e Serviços Sociais / Classification: 2956 Childrearing & Child Care; 3040 Social Perception & Cognition; 3373 Community & Social Services
Peer reviewed: yes
URI: http://hdl.handle.net/10071/12670
Thesis identifier: 201393891
Designation: Mestrado em Psicologia Comunitária e Proteção de Menores
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
2016_ECSH_DPSO_Dissertacao_Joana Margarida Pereira Ferreira Lobo.pdf812.16 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.