Skip navigation
User training | Reference and search service

Library catalog

EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/12479
acessibilidade
Title: A segmentação do Mercado de trabalho em Lisboa: uma perspetiva geracional através de trajetórias de integração profissional, de 1986 a 2016
Authors: Oliveira, Bruno Miguel Silva
Orientador: Suleman, Fátima
Almeida, Paulo Pereira de
Keywords: Mercado de trabalho
Segmentação do mercado
Integração profissional
Mercado interno
Mercado externo
Flexibilidade do trabalho
Trajetórias de integração profissional
Segmentação geracional
Mercado interno e externo de trabalho
Flexibilidade laboral
“Família-providência”
Trajectories of professional integration
Generational segmentation
Internal and external markets,
Labour market flexibility
Welfare-family
Issue Date: 2016
Citation: OLIVEIRA, Bruno Miguel Silva - A segmentação do Mercado de trabalho em Lisboa: uma perspetiva geracional através de trajetórias de integração profissional, de 1986 a 2016 [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2016. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/12479>.
Abstract: A flexibilidade é uma realidade que faz parte do novo paradigma do mercado de trabalho e que tem vindo a atrair a atenção de instituições nacionais e internacionais, bem como da sociedade civil. O mercado de trabalho é encarado como segmentado, quer em termos da gestão dos recursos humanos, quer em termos de legislação do trabalho, sendo os jovens os mais afetados. Este trabalho contribui para este debate oferecendo evidência empírica sobre os três primeiros anos da trajetória profissional de duas gerações de trabalhadores, os que entraram no mercado de trabalho entre 1986-1995 (Período Europa) e, a mais recente, 2006-2013 (Período Crise), apresentando, assim, uma análise geracional da segmentação, algo, ainda, pouco explorado em Portugal. O estudo é de natureza qualitativa longitudinal, baseado numa amostra de 17 entrevistas realizadas a trabalhadores da Grande Lisboa e efetuadas por conveniência e tipo bola-de-neve. Os resultados apontam para modelos de integração díspares que se caracterizam pelos protótipos de continuidade (Europa) e descontinuidade (Crise). A análise intrageracional permitiu identificar um triplo perfil de integração na geração Europa, “Um empregador”, “biografias de escolha” e Continuação, enquanto na geração Crise, identificaram-se cinco perfis de integração, Precário, Regular, Adaptação, Integração e Continuação. Os resultados indicam, ainda, uma sobreposição de características entre as duas gerações, nomeadamente, com os trabalhadores do Período Europa a serem sujeitos a alguma flexibilidade laboral no início da sua trajetória. Verifica-se, também, que a descontinuidade associada à geração Crise tende a fortalecer o fenómeno da “família-providência”.
The flexibility is becoming part of a new reality of the labour market and it has caught the attention of the national and international organizations, as for the civil society as well. The labour market is seen as segmented, both in terms of human resources management and work legislation, being the youth the most affected by this segmentation. This study contributes to the debate on this subject presenting empirical evidence on the first three years of the professional trajectory of two generations of workers in the Great Lisbon, the ones that entered the labour market between 1986-1995 (Europe Period) and the ones between 2006-2013 (Crisis Period) presenting a generational analysis of the segmentation, somehow less explored in Portugal. This is a longitudinal study of qualitative nature, based on a sample of 17 interviews taken by accidental sampling and snow-ball effect. The results point out two models of integration characterized by two prototypes, continuity (Europe) and discontinuity (Crisis). The intragenerational comparison allowed us to identify a triple model of integration within the Europe generation, “One employee”, “Choice biographies” and Continuous, and five models of integration within the Crisis generation, Precarious, Regular, Adaptation, Integration and Continuous. The results, also, show an overlap of characteristics between the two generations, namely, the Europe generation subjugated to some flexibility in the labour market in the early days. Also, the discontinuity related to the Crisis generation strengthens the phenomenon known as the “welfare-family”.
Description: JEL: J620 e J420 (American Economic Association).
Peer reviewed: yes
URI: http://hdl.handle.net/10071/12479
Thesis identifier: 201262380
Designation: Mestrado em Políticas de Desenvolvimento dos Recursos Humanos
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
2016_ECSH_DEP_Dissertação_Bruno Miguel Silva Oliveira.pdf1.27 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.