Skip navigation
User training | Reference and search service

Library catalog

EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/10841
acessibilidade
Title: Estudo comparativo da adaptação marginal de 2 cimentos endodônticos
Other Titles: Comparative study of marginal adaptation of two sealers
Authors: Ribeiras, I.
Vasconcelos, I.
Ramos, M.
Lopes, M.
Ginjeira, A.
Keywords: Obturação canalar
Cimentos biocerâmicos
Cimentos à base de resina epoxi
Microscópio electrónico de varrimento
Issue Date: 2015
Publisher: Elsevier Doyma
Abstract: Objetivo: Comparação da adaptação marginal da obturação com técnica de cone único, utilizando 2 cimentos endodônticos (AH Plus e EndoSequence BC Sealer) e 2 tipos de cones deguta-percha (Protaper F4 e EndoSequence BC Points). Métodos: Vinte e um dentes monorradiculares foram preparados com limas Protaper e obturados com técnica de cone único. Foram constituídos 3 grupos experimentais de acordo comas combinações: Protaper F4 e AH Plus (AH); Protaper F4 e EndoSequence BC Sealer (F4ES);EndoSequence BC Points e EndoSequence BC Sealer (ES). Os espécimes foram observados ao microscópio eletrónico de varrimento (MEV) e calculada a média das ordens do tamanho das fendas e da percentagem de fendas no perímetro do espécime. Os dados foram submetidos a testes estatísticos não paramétricos (alfa = 0,05). Resultados: A análise dos resultados revelou existência de zonas com fendas e zonas sem fendas, em todos os grupos. Em média, o grupo AH apresentou fendas maiores, independentemente dos terços. Quando comparados os terços, existe diferença significativa (p < 0,05)entre o grupo AH e ES (p = 0,001) e entre o ES e o F4ES (p = 0,009) no terço apical; entre o grupo AH e o ES (p = 0,022) no terço médio; entre o grupo AH e o F4ES (p = 0,009) e entre o AHe o ES (p < 0,001) no terço coronário. Quando analisada a percentagem de fendas não foram encontradas diferenças significativas no terço apical (p = 0,775), médio (p = 0,144) e coronário (p = 0,158). Conclusões: De uma forma geral, a combinação entre ES e Endosequence BC Points permitiu obter melhores resultados.
Peer reviewed: yes
URI: http://hdl.handle.net/10071/10841
DOI: 10.1016/j.rpemd.2015.06.001
ISSN: 1646-2890
Ciência-IUL: https://ciencia.iscte-iul.pt/id/ci-pub-25477
Accession number: WOS:000421167800008
Appears in Collections:CIES-RN - Artigos em revistas científicas nacionais com arbitragem científica

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
Rev_Portuguesa_de_Estomatologia.pdfVersão Editora2.27 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.