Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/10694
acessibilidade
Title: A magia dos afetos entre avós e netos: estudo das relações entre avós-netos e a sua influência na perceção das pessoas idosas em adolescentes
Authors: Reis, Teresa Joana Coelho dos
Orientador: Marques, Sibila
Keywords: Relação avós-netos
Idadismo;
Identidade familiar
Saliência da idade
Grandparents-Grandchildren relationship
Ageism
Family identity;
Age salience
Issue Date: 2015
Citation: APELIDO, Nome - Título: subtítulo [Em linha]. Lisboa: ISCTE, Ano. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/ >.
Abstract: O presente estudo investigou de que modo os aspetos comunicativos e relacionais da relação avós-netos influenciam o idadismo em relação às pessoas mais velhas. Em particular, hipotetiza-se que uma melhor relação de comunicação com os avós, maior saliência da idade dos avós em contexto comunicacional e maior identidade familiar tem uma relação de forma positiva com menores níveis de idadismo dos jovens em relação às pessoas mais velhas. 145 pré-adolescentes, nas faixas etários dos 11 aos 13 anos (M=12.14), preencheram questionários onde foi avaliada a relação e a comunicação com os avós, a saliência da idade dos avós na comunicação, a identidade familiar e medidas de estereótipos e emoções em relação às pessoas idosas. Os resultados permitiram verificar que aqueles jovens que foram educados com os avós percebem as pessoas idosas como sendo mais competentes. Não se verificaram outras ligações significativas das variáveis em estudo com o idadismo em relação às pessoas mais velhas. Os resultados obtidos são discutidos à luz da literatura sobre a relação entre avós e netos e sobre idadismo de um modo geral.
This study aimed to study the relationship between grandchild-grandparents relation and communication styles affect ageism regarding older persons. Specifically, we hypothesize that a more positive relationship with the grandparents, higher age salience of the grandparents in a communication context and higher family identity is positively correlated with lower levels of ageism of the youngsters regarding older people. 145 pre-adolescents, age ranges from 11 to 13 years (Mage=12.14) were asked to fill a questionnaire measuring the relationship with the grandparents, age salience, family identity and the stereotypes and emotions associated with older people. Results showed that those youngsters that were educated by their grandparents while they were growing old, revealed lower levels of ageism against older people. No other significant effects were found. These results are discussed in the light of the grandchild-grandparent and ageism literature.
Description: Mestrado em Psicologia Comunitária e Proteção de Menores. / 2860 Gerontology, 3040 Social Perception & Cognition, 3550 Academic Learning & Achievement
Peer reviewed: Sim
URI: http://hdl.handle.net/10071/10694
Thesis identifier: 201112809
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
Master's Thesis.pdf1.24 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.