Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/10438
acessibilidade
Title: Desigualdades económicas e qualidade de vida na Europa
Authors: Matias, Ana Rita
Orientador: Costa, António Firmino da
Keywords: Desigualdades
Rendimento
Bem-estar
Análises transnacionais
Europa
Inequality
Income
Well-being
Transnational analysis
Europe
Issue Date: 2015
Citation: MATIAS, Ana Rita - Título: subtítulo [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2015. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/10438>.
Abstract: As sociedades europeias contemporâneas fazem parte do grupo de países mais desenvolvidos, ricos e com maiores níveis de qualidade de vida da história da humanidade. Porém, vários autores têm vindo a demonstrar que as desigualdades sociais, sobretudo nestes países, encontram-se a aumentar desde meados do século XX. Poderão as desigualdades sociais explicar diferentes níveis de bem-estar humano? A partir de uma abordagem multidimensional sobre as desigualdades sociais, analisou-se, recorrendo a uma tipologia de níveis de desigualdade (construída a partir do coeficiente de Gini e S80/S20), diferentes padrões e condições de vida existentes atualmente no espaço europeu. Tentou-se perceber de que forma as perceções dos indivíduos sobre a sua qualidade de vida são explicadas pela desigualdade de rendimentos. Foi utilizada uma estratégia metodológica de análise quantitativa e extensiva dos dados do Inquérito às Condições de Vida e Rendimento das Famílias (EU-SILC) e do European Social Survey (ESS). Concluiu-se que países mais desiguais serão países onde as suas populações apresentam ter menores níveis de bem-estar (satisfação com a vida, confiança e níveis de felicidade).
Contemporary European societies are part of the group of countries with more wealth and with higher levels of quality of life in human history. However, several authors have demonstrated that social inequalities, especially in these countries, are increasing since the mid-twentieth century. Can social inequalities explain different levels of human well-being? From a multidimensional approach to social inequalities, we examined, using a typology of inequality levels (built with the Gini coefficient and S80/S20 ratio), the existence of different standards and living conditions currently in Europe. We tried to understand how the individual’s perceptions of their quality of life and well-being are explained by income inequality. As for the methodological strategy, it was used a quantitative and extensive analysis from the EU-Statistics on Income and Living Conditions (EU-SILC) and the European Social Survey (ESS). We concluded that the most unequal countries are the one with the lowest levels of well-being (life satisfaction, trust and happiness levels).
Description: Mestrado em Sociologia
Peer reviewed: Sim
URI: http://hdl.handle.net/10071/10438
Thesis identifier: 201076942
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
Dissertação de mestrado_Ana Rita Matias_29Outubro_versão final.pdf2.16 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.