Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/9960
acessibilidade
Title: Monetary policy responses to the recent crisis : Federal Reserve vs. European Central Bank
Authors: Ferreira, Leonor Mateus
Orientador: Vale, Sofia
Keywords: Monetary policy
Economic crisis
Quantitative easing
Fed
ECB
Financial crisis
Política monetária
Crise económica
Crise financeira
Quantitative easing
Banco Central Europeu
Issue Date: 2015
Citation: FERREIRA, Leonor Mateus - Monetary policy responses to the recent crisis : Federal Reserve vs. European Central Bank [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2015. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/9960 >.
Abstract: In responding to the recent crisis, the American and European central banks implemented unlike approaches to monetary policy with different results. In order to understand their decisions and their actual outcomes, as well as prepare further situations like this one, it matters to analyze the monetary policy measures undertaken by both central banks and compare them. The present work particularly focus on unconventional monetary policy measures and examines credit easing implemented by the European Central Bank, in comparison to the Federal Reserve Bank’s quantitative easing. The results, emphasizing the decrease in bond yields due the increase in the banks’ balance sheets, the capacity to control inflation and unemployment and the ability to enhance production, reveal that the Fed was more effective and prompt in taking action against the crisis. In addition, the Fed was also more successful in its communications, with a better management of expectations, capacity to adapt to the markets’ response to quantitative easing and faster implementation of forward looking guidance, a feature determinant to the success of monetary policy. Moreover, the differences between the two banks that may limit the implementation of unconventional monetary policy measures and comprise additional challenges for the ECB are also discussed.
Em resposta à presente crise, os bancos centrais norte-americano e europeu implementaram abordagens diferentes à política monetária, com resultados também eles distintos. Por forma a compreender as decisões tomadas e os seus resultados efetivos, bem como preparar futuras situações similares a esta, importa analisar as medidas de política monetária implementadas pelos dois bancos centrais e compará-las. A presente tese foca-se particularmente em medidas não-convencionais de política monetária e estuda a aplicação de credit easing pelo Banco Central Europeu, em comparação ao quantitative easing da Reserva Federal Norte-Americana. Os resultados, salientando a descida no valor de títulos em consequência do aumento das folhas de balanço dos dois bancos, a capacidade de controlar a inflação e o desemprego, e a aptidão para impulsionar a produção, demonstram que o Fed teve mais sucesso e foi mais rápido em agir em resposta à crise. Adicionalmente, o Fed foi também mais bem-sucedido no que diz respeito à comunicação, com melhor capacidade de gerir expectativas, de se adaptar às respostas dos mercados ao quantitative easing e uma mais rápida adoção de forward looking guidance, uma questão determinante para o sucesso da política monetária. São ainda discutidas as diferenças entre os dois bancos centrais que podem limitar a implementação de políticas monetárias não-convencionais, bem como constituir obstáculos adicionais para o sucesso do BCE.
Description: Dissertação submetida como requisito parcial para obtenção do grau de Mestre em Economia e Políticas Públicas
Peer reviewed: Sim
URI: http://hdl.handle.net/10071/9960
Thesis identifier: 201101130
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado



FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.