Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/9647
acessibilidade
Title: Flanando por Addis Abeba: renovação urbana e mobilidade na capital etíope
Authors: Soares, Rodolfo
Orientador: Ramos, Manuel João
Keywords: Addis Abeba
Urbanismo
Peões
Conflitos
Etiópia
Corno de África
Addis Ababa
Urbanism
Pedestrians
Conflicts
Issue Date: 2015
Citation: SOARES, Rodolfo - Flanando por Addis Abeba: renovação urbana e mobilidade na capital etíope [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2015. Tese de doutoramento. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/9647>.
Abstract: Fundada 1886 por Menelik II, Addis Abeba, capital e principal centro urbano da República Federal da Etiópia, é uma metrópole com 3 milhões de habitantes, em grande desenvolvimento. O crescimento populacional da cidade não tem contudo sido acompanhado pelo desenvolvimento das infraestruturas ao seu dispor: habitações, ruas, passeios ou acesso a serviços e bens, toda a rede de apoio ao desenrolar da vida quotidiana estagnou, tendo em muitos casos até sofrido retrocessos face aos interesses da especulação imobiliária. Apoiadas por sistemas de mobilidade baseados no veículo motorizado, emergem novos conceitos e formas urbanas, que alteram os ritmos de vida e exigem dos habitantes da cidade uma habituação, impondo-lhe normas e regras funcionalistas, que excluem populações menos favorecidas, favorecendo uma cidade de exclusões. Uma vez que a história do urbanismo etíope é marcada pela existência pela não existência de dicotomias na distribuição do espaço urbano, pois populações privilegiadas e populações menos privilegiadas convivem lado a lado, a disrupção deste modelo é potencialmente causadoras de problemas de ordem económica, social e até para saúde das populações. Através de uma viagem quer pela história, quer pelas ruas e espaços públicos da cidade, com um olhar ora distanciado ora próximo, este trabalho procurará entender os problemas que se colocam à cidade suas populações.
Founded in 1886 by Menelik II, Addis Ababa, the capital and main urban center of the Federal Republic of Ethiopia, is a city with 3 million inhabitants facing rapid development. However, the growth in urban population has not been accompanied by the development of the city’s infrastructures: houses, streets, sidewalks or access to goods and services, the entire network that supports the unfolding of everyday life stagnated and in many cases has suffered setbacks caused by real estate speculation. With the support of mobility systems based on motor vehicles, new concepts and urban models are emerging, changing the rhythms of urban life, requiring the townspeople’s habituation of functionalist rules and regulations, which exclude disadvantaged populations, thus favouring a city of exclusions. Given that Ethiopia´s urban history is marked by the absence of dichotomies in the distribution of it’s urban space, as both privileged and underprivileged populations live side by side, the disruption of this equitable model has the potential to create social, economical and even health related issues for the population. Either by a journey through Addis Ababa´s history, or by it’s streets and public spaces, whilst viewing matters both up closely and from afar, this paper will seek to understand the problems that the city and it´s population are facing.
Description: Tese especialmente elaborada para obtenção do grau de Doutor em Estudos Africanos
Peer reviewed: Sim
URI: http://hdl.handle.net/10071/9647
ISBN: 978-989-732-674-5
Appears in Collections:T&D-TD - Teses de doutoramento

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
SOARESRodolfoTeseFinalLow.pdf17.06 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.