Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/9292
acessibilidade
Title: Adesão terapêutica na doença oncológica crónica: o caso da leucemia mieloide crónica
Authors: Ferreira, Ana Rita Faria de Jesus
Orientador: Portela, Sofia
Keywords: Adherence
CML
Literacy
Communication
Adesão
LMC
Literacia
Comunicação
Issue Date: 2014
Citation: FERREIRA, Ana Rita Faria de Jesus - Adesão terapêutica na doença oncológica crónica: o caso da leucemia mieloide crónica [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2014. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/9292>.
Abstract: Adherence to therapy has become a topic of great importance in a time of need for resource optimization. Knowing that failure of therapy is responsible for major health expenditures, it becomes essential to gauging modifiable factors affecting adherence in order to reduce these costs and improve patient health. With the development of oral therapeutics for some malignancies, these difficulties also began to be observed in this area, particularly in Chronic Myeloid Leukemia (CML) International studies have shown that adherence to therapy in CML may be responsible for loss of response and increased risk of relapse. Adherence to therapy with tyrosine kinase inhibitors in 30 CML patients followed in a Portuguese reference center were studied. Ten percent of patients showed occasional failure of therapy, particularly due to unintentional factors such as forgetting. The adjustment of treatment schedule to patients’ daily routine appears to be associated with lower forgetfulness, improving adherence. The results also reinforce the importance of literacy and the dialogue and empathy established between the physician and the patient, being there protecting factors against failure to take medication.
A adesão à terapêutica tem vindo a tornar-se um tema de grande relevo numa época de necessidade de optimização de recursos. Sabendo-se que o incumprimento da terapêutica é responsável por importantes gastos em saúde, torna-se fundamental a aferição de factores modificáveis condicionantes de adesão, a fim de reduzir estes gastos e melhorar a saúde dos doentes. Com o desenvolvimento de terapêuticas orais para algumas doenças oncológicas, estas dificuldades começaram a ser verificadas também nesta área, nomeadamente na Leucemia Mieloide Crónica (LMC) Estudos internacionais demonstraram que a adesão à terapêutica na LMC pode ser responsável pela perda de resposta e maior risco de recaída. Foi estudada a adesão à terapêutica com inibidores de tirosina quinase numa amostra de 30 doentes com LMC seguidos num centro de referência português. Dez por cento dos doentes revelaram incumprimento ocasional de terapêutica, particularmente por causas não intencionais como o esquecimento. O ajuste do horário de tratamento à rotina do doente parece ser fator relacionado com menor esquecimento, melhorando a adesão. Os resultados reforçam, ainda, a importância da literacia e da relação entre o médico e o doente, sendo o diálogo e a empatia estabelecida entre estes um factor protetor de falha da toma de medicação.
Description: Dissertação de Mestrado em Gestão de Serviços de Saúde
Peer reviewed: Sim
URI: http://hdl.handle.net/10071/9292
Thesis identifier: 201045389
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
Tese GSS - Adesão à terapêutica na doença cronica oncologica Ana Rita Ferreira.pdf3.58 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.