Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/9268
acessibilidade
Title: A justiça como uma necessidade fundamental: A exposição à injustiça reduz o desempenho numa tarefa cognitiva complexa?
Authors: Lopes, Ana Raquel do Paço Ferreira
Orientador: Correia, Isabel
Keywords: Necessidade fundamental de pertença
Exclusão social
Necessidade fundamental de justiça;
Injustiça
Auto-regulação
Esgotamento do Ego
Desempenho intelectual
Fundamental need to belong
Social exclusion
Fundamental need for justice
Self-regulation
Ego depletion
Intellectual performance
Issue Date: 2014
Citation: LOPES, Ana Raquel do Paço Ferreira - A justiça como uma necessidade fundamental: a exposição à injustiça reduz o desempenho numa tarefa cognitiva complexa? [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2014. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/9268>.
Abstract: A Psicologia Social da Justiça tem assumido que a justiça é uma necessidade fundamental (Lerner, 1980). Se assim for, a ameaça a esta necessidade provocada pelo confronto com a injustiça provocará um esforço de auto-regulação que diminuirá o desempenho numa tarefa cognitiva complexa que envolva raciocínio lógico. O mesmo processo foi mostrado quando ocorre uma ameaça à necessidade fundamental de pertença (Baumeister, Twenge & Nuss, 2002). Assim, este estudo pretendeu investigar se a exposição à injustiça reduzia o desempenho numa tarefa cognitiva complexa. O desempenho intelectual dos participantes foi avaliado através da resolução de exercícios retirados das Matrizes Progressivas de Raven (Raven, Court & Raven, 2001) em quatro medidas: (i) número de exercícios feitos; (ii) número de exercícios corretos; (iii) número de erros cometidos e (iv) exatidão nas respostas. A exposição à injustiça foi manipulada, em laboratório, através do «não cumprimento de promessas» (Mikula, 1986) em termos distributivos e procedimentais. Os participantes foram 90 estudantes universitários que foram distribuídos aleatoriamente por três condições (justa, neutra e injusta). Os resultados mostraram que os indivíduos, na condição injusta, completaram menos exercícios; apresentaram um menor número de exercícios corretos e cometeram menos erros do que os indivíduos que passaram pela condição justa. No entanto, não houve qualquer diferença entre condições na exatidão das respostas. Entre as condições justa e neutra não se verificaram diferenças significativas nas quatro medidas de avaliação do desempenho intelectual. Este estudo constitui assim um primeiro passo no sentido de estabelecer experimentalmente a justiça como necessidade fundamental. Estudos subsequentes deverão investigar os mecanismos de “esgotamento do ego” supostamente envolvidos neste processo
The Social Psychology of Justice has assumed that justice is a fundamental need (Lerner, 1980). If so, the threat caused by this need to confront injustice will lead an effort of self-regulation that will decrease performance on a complex cognitive task involving logical reasoning. The same process was shown when a threat to the fundamental need to belong occurs (Baumeister, Twenge & Nuss, 2002). Thus, this study sought to investigate whether exposure to injustice reduced performance on a complex cognitive task. The intellectual performance of the participants was evaluated by solving exercises taken from Raven's Progressive Matrices (Raven, Court & Raven, 2001) in four steps: (i) number of exercises done; (ii) number of correct exercises; (iii) number of errors and (iv) accuracy in the answers. Exposure to injustice was manipulated, in the laboratory, through “promises not kept” (Mikula, 1986) in distributive and procedural terms. Participants were 90 college students who were randomly assigned to three conditions (just, neutral and unjust). The results showed that individuals, in the unjust condition, completed less exercises; showed less correct exercises and made less errors than individuals who have gone through just condition. However, there was no difference between conditions on the accuracy of responses. There were no significant differences on the measures for evaluating the intellectual performance between the just and neutral conditions. This study represents a first step to establish experimentally justice as a fundamental need. Subsequent studies should investigate the mechanisms of "ego depletion" supposedly involved in this process.
Description: PsycINFO Classification Categories and Codes: 2340 Cognitive Processes, 3040 Social Perception & Cognition
Peer reviewed: Sim
URI: http://hdl.handle.net/10071/9268
Thesis identifier: 201065525
Designation: Mestrado em Psicologia Social e das Organizações
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
2014_ECSH_DPSO_Dissertação_Ana Raquel do Paço Ferreira Lopes.pdf981.6 kBAdobe PDFView/Open    Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.