Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/9267
acessibilidade
Title: A relação entre a personalidade multicultural e a liderança transformacional na gestão de equipas multiculturais
Authors: Fernandes, Fernanda Mendes Marques
Orientador: Martins, Luís
Portela, Sofia
Keywords: Contexto internacional
Contexto intercultural
Personalidade multicultural
Liderança transformacional
International context
Intercultural context
Multicultural personality
Transformational leadership
Issue Date: 2014
Citation: FERNANDES, Fernanda Mendes Marques - A relação entre a personalidade multicultural e a liderança transformacional na gestão de equipas multiculturais [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2014. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/9267>.
Abstract: O presente trabalho aborda a relação entre a personalidade multicultural e a liderança transformacional na gestão de equipas multiculturais. Mais concretamente procurou-se averiguar se existe relação entre as dimensões da personalidade multicultural (empatia cultural, abertura de espírito, iniciativa social, estabilidade emocional, flexibilidade) e a liderança transformacional em equipas multiculturais em contexto internacional. Atendendo ao facto de que a literatura científica atribui grande importância aos traços de personalidade como preditores do comportamento de liderança utilizámos, neste trabalho, o conceito de personalidade multicultural para abarcar os traços de personalidade relevantes em contexto intercultural e internacional. Este estudo resultou da aplicação de dois questionários online. O primeiro foi o Multicultural Personality Questionnaire em que se apresentam um conjunto de 40 afirmações e se pede aos respondentes que digam em que medida é que as afirmações se aplicam ao próprio. A escala de Likert utilizada varia entre 1 (Totalmente Não Aplicável) e 5 (Totalmente Aplicável). O segundo questionário utilizado foi o Charismatic Leadership in Organizations que contém sete afirmações que são direcionadas para avaliar a liderança transformacional. O questionário tem uma escala de Likert entre 1 (Totalmente em Descordo) e 7 (Totalmente de Acordo). Tal como acontece no primeiro questionário também aqui o respondente tem de se posicionar face às afirmações contidas no questionário. A amostra é constituída por 53 gestores de nível intermédio que trabalham na administração pública portuguesa (33) e numa empresa do setor privado (20) que lideram equipas multiculturais em contexto de trabalho internacional. A amostra de gestores que responderam aos questionários engloba gestores em missão de expatriamento e gestores a trabalhar em território nacional mas todos lideram equipas multiculturais. Foi hipotisado que existiria uma relação positiva entre as cinco dimensões da personalidade multicultural (empatia cultural, abertura de espírito, iniciativa social, estabilidade emocional, flexibilidade) e a liderança transformacional em contexto internacional. No entanto só se encontrou essa relação nas dimensões empatia cultural e flexibilidade. As restantes dimensões (abertura de espírito, iniciativa social, estabilidade emocional) não revelaram relação com a liderança transformacional. Neste estudo quase não existe diferença na utilização das várias dimensões da personalidade multicultural entre os indivíduos do sexo masculino e feminino. Ambos utilizam bastante todas as dimensões mas as mulheres revelam utilizar mais a empatia cultural do que os homens e os testes aplicados designadamente o Teste de Mann-Whitney permite-nos extrapolar este resultado da amostra para a população e dizer que as mulheres utilizam mais a empatia cultural do que os homens. Por último, não foi encontrada nenhuma relação entre as cinco dimensões da personalidade multicultural e o desempenho profissional em contexto multicultural.
This study examines the influence of the dimensions of multicultural personality on transformational leadership of multicultural teams. The manager’s sample contains both middle level managers in an expatriate mission and managers in a domestic job but dealing with subordinates of different cultural backgrounds. Cultural empathy and flexiblity proved to have a positive relation with transformational leadership. This study reveals that there are no big differences in the use of the dimensions of multicultural personality between men and women. Nevertheless women use much more cultural empathy than men. No relation was found between the five dimensions of multicultural personality and job performance in an intercultural context.
Description: Mestrado em Gestão de Recursos Humanos
Peer reviewed: Sim
URI: http://hdl.handle.net/10071/9267
Thesis identifier: 201040573
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
Tese Final 28_Outubro_2014.pdf780.8 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.