Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/9158
acessibilidade
Title: Topofilia antimanicomial: poética do espaço e agitação cinética na reforma psiquiátrica italiana
Authors: Nogueira, Gustavo Cordeiro
Orientador: Raposo, Paulo Jorge Pinto
Keywords: Reforma psiquiátrica italiana
Mnemotécnica
Espaço
Performance
Italian psychiatric reform
Mnemonics
Space
Performance
Issue Date: 2014
Citation: NOGUEIRA, Gustavo Cordeiro - Topofilia antimanicomial: poética do espaço e agitação cinética na reforma psiquiátrica italiana [Em linha]. Lisboa: ISCTE, Ano. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/ >.
Abstract: Esta pesquisa se propõe a investigar a experiência poética do espaço no cuidado Antimanicomial a partir de uma etnografia conduzida no campo das práticas em Saúde Mental do setor público italiano. Compõe-se, inicialmente, de uma análise da literatura historiográfica que delineia a evolução do dispositivo manicomial-asilar até o momento de emergência das iniciativas contestatórias e anti-institucionais do pós-Segunda Guerra, nomeadamente a Reforma Psiquiátrica italiana. Em seguida, uma textualização, de caráter autobiográfico, que, ao lançar mão das vivências da deserção teatral desinstitucional, dá cabo de amplificar dimensões ainda quiçá obscuras de nosso entendimento teórico sobre os modos de intersecção entre a memória, o espaço e a identidade étnica. Problematiza-se, assim, a possibilidade de uma fenomenologia da economia política dos movimentos sociais radicada na ideia de mnemotécnica patrimonial, i.e. os modos de tridimensionalização dos espaços de pertença. Conclusivamente, considera-se o estatuto ontológico da (i)mobilidade na globalização a fim de determinar quais tipos de exigências performativas podem outorgar ou mesmo revogar tais espaços
This research aims to investigate the poetics of space in Anti-Asylum care from the standpoint of an ethnography conducted within the Italian Mental Health practices in the public sector. Firstly, it comprises a historiographical literature analysis that traces the evolution of the madhouse-asylum dispositif until the rise of grassroots anti-institutional movements in Post-World War II era, namely the Italian Psychiatric Reform. Secondly, it follows an autobiographical writing that resorts to lived experiences in the deinstitutionalized theatrical desertion as a means to amplify perhaps yet obscure dimensions of our theoretical understanding on the ways memory, space and ethnical identity intersect. Hence, the possibility of a phenomenology of radical social movements’ political economy is problematized, rooted in the idea of a patrimonial mnemonics, i.e. the three-dimensionalisation of spaces of belonging. Conclusively, the ontological statute of (im)mobility within globalization is addressed in order to determine the ways in which performative demands can grant or revoke such spaces
Description: Mestrado em Antropologia, na Especialidade em Globalização, Migrações e Multiculturalismo
Peer reviewed: Sim
URI: http://hdl.handle.net/10071/9158
Thesis identifier: 201009145
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
Topofilia Antimanicomial_2014_DA_Gustavo Cordeiro Nogueira.pdf911.97 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.