Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/8644
acessibilidade
Title: Perturbações psicológicas associadas aos acidentes de trabalho: o papel moderador do coping social e da coesão grupal
Authors: Gonçalves, Sónia Marisa Pedroso
Orientador: Lima, Maria Luísa
Pinto, Alexandra Marques
Keywords: Saúde ocupacional
Acidente de trabalho
Perturbações psicológicas
Coping social
Coesão grupal
Occupational health
Work accidents
Psychological disorders
Communal coping
Work group cohesion
Issue Date: 2007
Citation: GONÇALVES, Sónia Marisa Pedroso - Perturbações psicológicas associadas aos acidentes de trabalho: o papel moderador do coping social e da coesão grupal [Em linha]. Lisboa: ISCTE, 2007. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/8644>.
Abstract: Este trabalho nasceu de uma dupla constatação: a problemática inerente aos acidentes de trabalho e a lacuna existente a nível teórico-empírico, relativamente ao estudo das consequências psicológicas deste acontecimento. Este projecto é constituído por 2 estudos, sendo que ambos decorreram numa Instituição Policial Portuguesa. O Estudo 1, de natureza qualitativa, foi realizado no intuito de conhecer os tipos e as consequências físicas dos acidentes de trabalho ocorridos na Instituição, servindo de base ao Estudo 2. O Estudo 2 teve como objectivos centrais a determinação da incidência da Perturbação Pós-Stress Traumático (PPST) e comorbilidade (depressão e ansiedade) em vítimas e testemunhas de acidentes de trabalho e a análise do efeito moderador das estratégias de coping social e da coesão do grupo de trabalho na relação entre a avaliação que a pessoa faz acerca do grau de trauma associado ao acidente de trabalho e a severidade dos sintomas de PPST. A amostra é composta por 717 inquiridos (dos quais 80 e 73 possuem experiência directa e vicariante, respectivamente, de acidente de trabalho). Os resultados sugerem claramente que as consequências psicológicas dos acidentes de trabalho merecem atenção, numa perspectiva de investigação e de prevenção, já que 9% e 20% das vítimas e testemunhas, respectivamente, apresentam um diagnóstico consistente com a PPST; sendo que 65% e 50% dos indivíduos com diagnóstico clínico de PPST apresentam também sintomas de diagnóstico de ansiedade e de depressão, respectivamente. Os resultados das moderações revelaram que a relação entre a avaliação que as pessoas fazem do acidente de trabalho e a severidade dos sintomas é moderada pelas estratégias de coping activasantisociais e pela coesão grupal.
This work was born from a dual observation: the problems inherent to work accidents and the existing theoretical and empirical gap concerning the study of the psychological consequences of their occurrence. This project comprises 2 studies, both of which took place within a Portuguese Police Institution. Study 1, of a qualitative nature, was carried out with the aim of understanding the types and physical consequences of work accidents that took place at the Institution, serving as the basis for Study 2. The main objectives of Study 2 were to determine the incidence of Post-Traumatic Stress Disorder (PTSD) and co-morbid disorders (depression and anxiety) in victims and witnesses of work accidents and to analyse the moderating effect of the communal coping strategies and of the cohesion of the work group in the relationship between the evaluation that the person makes regarding the degree of trauma associated with the work accident and the severity of the symptoms of PTSD. The sample was composed of 717 respondents (of which 80 and 73 have work accident experience, as victims and witnesses, respectively). The results suggest that the psychological consequences of work accidents are worthy of attention, from a research and prevention perspective, since 9% and 20% of the victims and witnesses, respectively, have a diagnosis consistent with PTSD. Simultaneously, 65% and 50% of individuals with a clinical diagnosis of PTSD also have anxiety and depression diagnosis symptoms, respectively. The moderation results revealed that the relationship between the evaluation that person make of a work accident and the severity of the symptoms is moderated by active-antisocial coping strategies and by work group cohesion.
Peer reviewed: Sim
URI: http://hdl.handle.net/10071/8644
Designation: Mestrado em Psicologia Social e Organizacional
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
TeseMestrado.pdf347.31 kBAdobe PDFView/Open
Anexos.pdf243.54 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.