Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/8490
acessibilidade
Title: Valorização social do pró-ambientalismo enquadrado por normas formais: uma análise psicossocial comparativa entre Brasil e Portugal
Authors: Bertoldo, Raquel Bohn
Orientador: Castro, Paula
Keywords: Normas sociais
Mudança social
Representações sociais
Abordagem sociocognitiva
Pró-ambientalismo
Meio ambiente
Leis
Social norms
Social change
Social representations
Sociocognitive approach
Pro-environmentalism
Environment
Laws.
Issue Date: 2014
Citation: BERTOLDO, Raquel Bohn - Valorização social do pró-ambientalismo enquadrado por normas formais: uma análise psicossocial comparativa entre Brasil e Portugal [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2014. Tese de doutoramento. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/8490>.
Abstract: As normas formais, ou leis, têm constituído nas últimas décadas um importante instrumento para a promoção da sustentabilidade nas nossas sociedades. Mas é apenas através do debate social que as novas ideias ambientais formalizadas nas leis passam gradualmente a adquirir sentido e valor social informal, no que pode ser um longo processo de mudança social. Para contribuir para a compreensão deste processo, este trabalho avaliou até que ponto o pró-ambientalismo é socialmente valorizado em dois países que estão em diferentes momentos da mudança ambiental: Portugal e Brasil. Para isso recorreu-se, de forma pioneira para este tema, aos três paradigmas da abordagem sociocognitiva das normas (autoapresentação, identificação e heterojulgamento). As abordagens das representações sociais e sociocognitiva contextualizaram nesta tese a análise do valor social de crenças e comportamentos pró-ambientais entre estudantes universitários portugueses e brasileiros. Além da comparação do valor social do pró-ambientalismo, também foi analisado o processo de internalização das normas sociais pró-ambientais com base no modelo de Thøgersen. Os resultados sugerem que, com o tempo e investimento institucional, as normas ambientais adquiriram já valor social informal, sendo as crenças e comportamentos pró-ambientais usados nos dois países para autoapresentações e diferenciações positivas e originando julgamentos negativos de quem não as segue. Apesar disto, a análise sugere uma dissociação entre a expressão de crenças e comportamentos pró-ambientais, que se considera típica de representações emancipadas: as crenças pró-ambientais são mais facilmente apresentadas, apesar do maior valor social de diferenciação atribuído à expressão de comportamentos. As consequências das diferenças na valorização de crenças e comportamentos próambientais são discutidas em termos da mudança social ambiental.
Formal norms, or laws, have constituted important instrument for promoting the changes required for more sustainable societies. However, these pro-environmental formal norms only acquire meaning and social value gradually, in the course of social debate. So as to contribute for the understanding of this process, this work explored the social valorization of pro-environmentalism between two countries that are in different moments of social change in relation to the environment: Portugal and Brazil. This analysis resourced to the three paradigms of the sociocognitive approach (self-presentation, identification and hetero-evaluation) in an innovative way in this field. The social representations and sociocognitive approaches set the context for analysing the differences between the social value recognized in pro-environmetal beliefs and behaviours by Portuguese and Brazilian undergraduate students. Besides the social value of pro-environmentalism, the internalization of pro-environmental social norms was analysed through Thøgersen’s norm taxonomy model. Results suggest that through time and institutional investment, environmental social norms have already acquired informal social value, since pro-environmental behaviours are used in both countries to diferenciate oneself for the others, to convey good image, and to judge negatively those who do not follow them. However, results also suggest the dissociation between the expression of pro-environmetnal beliefs and behaviours, considered to be typical of emancipated representations: pro-enviormental beliefs are more easily expressed, despite a stronger informal valorization of behaviours. The consequences of the different valorization of pro-environemntal beliefs and behaviours are discussed in terms of environmental social change.
Description: Tese submetida como requisito parcial para obtenção do grau de Doutora em Psicologia, na especialidade de Psicologia Social / Categorias de classificação e códigos PsycINFO: 3000 Psicologia Social 3020 Grupos e Processos Interpessoais 3040 Perceção Social e Cognição 4000 Engenharia e Psicologia Ambiental 4070 Questões Ambientais e Atitudes
Peer reviewed: Sim
URI: http://hdl.handle.net/10071/8490
Thesis identifier: 101482825
ISBN: 978-989-732-563-2
Appears in Collections:T&D-TD - Teses de doutoramento

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
PhD_BertoldoR_2013.pdf6.33 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.