Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/8411
acessibilidade
Title: Crioulização em Cabo Verde e São Tomé e Príncipe: divergências históricas e identitárias
Authors: Seibert, Gerhard
Keywords: Crioulização
Miscigenação
Mundo atlântico
Cabo Verde
São Tomé e Príncipe
Creolization
Miscegenation
Atlantic world
Cape Verde
São Tomé and Príncipe
Issue Date: 2014
Abstract: Cabo Verde e São Tomé e Príncipe foram as primeiras sociedades crioulas do mundo atlântico. Inicialmente, em muitos aspetos, a colonização dos dois arquipélagos pelos portugueses era muito semelhante. Contudo, a diferente posição geográfica e as divergências do clima e do meio ambiente condicionaram o desenvolvimento de economias distintas e diferenças no grau da miscigenação nos dois arquipélagos. Diferente desenvolvimento socioeconómico no século XIX, marcado, em São Tomé e Príncipe, pela recolonização e pelo restabelecimento da economia de plantação e, em Cabo Verde, pela consolidação da sociedade crioula e pela emigração, reforçou as divergências existentes. As diferenças refletem-se em distintas afirmações identitárias das duas sociedades crioulas. Cabo Verde afirma uma singularidade da sua sociedade crioula, enquanto, em São Tomé e Príncipe, domina uma identidade africana.
Cape Verde and São Tomé and Príncipe were the first Creole societies in the Atlantic world. Initially, the colonization of the two archipelagos by the Portuguese was very similar in many aspects. However, the different geographic position with differences in climate and the natural environment conditioned the development of distinct economies and unequal degrees of miscegenation in the two archipelagos. Different socioeconomic developments in the nineteenth century, in São Tomé and Príncipe, marked by the re-colonization and the reestablishment of the plantation economy and, in Cape Verde, by the consolidation of the Creole society and by emigration, reinforced existing divergences. The differences are reflected in distinct identity statements in the two Creole societies. Cape Verde claims the singularity of its Creole society while, in São Tomé and Príncipe, an African identity dominates.
Peer reviewed: Sim
URI: http://hdl.handle.net/10071/8411
DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0002-05912014000100002
ISSN: 0002-0591
Appears in Collections:CEI-RI - Artigos em revista científica internacional com arbitragem científica

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
02.pdf313.24 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.