Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/7933
acessibilidade
Title: A lógica social do espaço e a sintaxe espacial : análide do impacte de uma intervenção no tecido consolidado das Amoreiras
Authors: Romão, Nádia Gonçalves
Orientador: Saldanha, José Luís
Eloy, Sara
Keywords: Space syntax
Pedestrianism
Social patterns
Evaluation
Block
Sintaxe espacial
Pedonalidade
Padrões sociais
Avaliação
Quarteirão
Issue Date: 2013
Citation: ROMÃO, Nádia Gonçalves - A lógica social do espaço e a sintaxe espacial : análide do impacte de uma intervenção no tecido consolidado das Amoreiras [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2013. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/7933>.
Abstract: O objetivo desta investigação passa por avaliar, sob o ponto de vista social, o impacte de uma proposta de intervenção numa área de Lisboa, ao longo da fase de análise do espaço existente e da fase de conceção. Nesta dissertação, que corresponde à vertente teórica da unidade curricular (UC) de Projeto Final de Arquitetura (PFA) que termina o Mestrado Integrado em Arquitetura (MIA), pretende-se utilizar a teoria da sintaxe espacial (space syntax) enquanto ferramenta de análise quer do estado original do local quer das propostas de intervenção pensadas, no sentido de avaliar o impacte destas. A teoria da sintaxe espacial é utilizada para a análise quer do existente quer da proposta, de forma a informar o projeto dos padrões de uso do espaço existente para melhor informar a proposta e permitir validar as escolhas tomadas. Esta teoria, desenvolvida por Hillier e Hanson há mais de 30 anos ,analisa a relação entre o espaço físico e a vida social. Permitindo uma análise a várias escalas, uma global, à escala da cidade e uma análise local, ao nível por exemplo do bairro, possibilita a compreensão das diferentes relações entre os espaços constituintes de um sistema, de forma a ser possível avaliar o desempenho espacial de cada lugar. Para este trabalho foi analisada a área que estava a ser trabalhada em PFA, nomeadamente a zona das Amoreiras, em Lisboa, para a qual se desenvolveu uma proposta de restruturação de vários quarteirões com o objetivo de revitalizar a vida social nesta zona. Constatamos que a cidade necessita de uma nova pedonalidade que combata a segregação do peão que tem sido afastado da rua pela primazia do automóvel, que ao longo dos anos têm tido uma importância cada vez maior. Para isso são necessárias novas estratégias de desenho que fomentem a pedonalidade promovendo um maior equilíbrio entre o automóvel e o peão . Com a identificação desta necessidade e através da análise do espaço em estudo foi proposta uma requalificação da zona, onde se abriram novos atravessamentos pelos quarteirões. Estas aberturas, podendo também ser utilizados por transportes mais ligeiros como o caso da bicicleta, procuram fomentar uma vida mais ativa que não dependa tanto do automóvel. Bill Hillier ao intervir em Trafalgar Square necessitou primeiro de saber quais era os movimentos pedonais, e o porquê da praça não funcionar. Ao identificar quais as necessidades da zona foi possível conceber uma estratégia para revitalizar a praça que teve como resultado um espaço mais acessível em que as pessoas conseguem facilmente lá chegar. Assim, como metodologia para este caso de estudo, começou-se por realizar observações do espaço, com principal foco nos movimentos pedestres, o que permitiu entender as dinâmicas sociais da zona. Em seguida procedeu-se a uma análise da área de estudo utilizando a ferramenta Depthmap. Desta forma, através da sintaxe espacial foi possível comparar entre diferentes hipóteses de atravessamentos entre os quarteirões e escolher a proposta que obtivesse um maior nível de integração e acessibilidade. O que significa que a solução escolhida tem potencial para produzir movimento urbano.
The goal of this research involves the study of an area within the city of Lisbon, near Amoreiras, and the analysis of its original social dynamics and the social impact that a change would provoke. In this dissertation, which corresponds to the theoretical model of the course of Projeto Final de Arquitetura (PFA), ending the master’s degree in Architecture (MIA), we intend to use the theory of space syntax as a tool for analysis either the original state of the site or the proposed intervention designed in order to evaluate the impact of these. Space syntax theory is used for the analysis of both the existing and the proposed urban fabric during all the design phases. The use of this tool allows the architect to understand the social life of the places he/she will intervene and with the obtained data inform the project enabling to evaluate the proposed design solutions. This theory, developed by Hillier and Hanson for over 30 years, examines the relationship between physical space and social life. Space Syntax allows analysis at different scales (both global and local) which enable us to understand the behaviors of people when moving in different spaces of a complex system as cities or buildings. With space syntax analysis we will able to assess the social performance of each place. For this work we analysed the area that was worked on PFA, particularly along the Amoreiras, in Lisbon, on which we developed a proposal for restructuring several blocks with the goal of revitalizing the social life in this area. Lisbon needs to reinforce the pedestrian mobility to fight against the primacy of the automobile traffic which has had a growing importance over the last years. To accomplish this hard task a new strategy that would promote a better balance between the car and the pedestrian is required. By identifying this need and through analysis of the study area we proposed a rehabilitation of the area, were we created new connections through the blocks enabling new crossings to occur. These openings can also be used for lighter transport as bicycles, to promote a more active life that does not heavily depend on cars. Bill Hillier when intervened in Trafalgar Square, first needed to know which the pedestrian movements were, and why the square does not work. By identify the needs of the space it was possible to conceive a strategy to revitalize the square which resulted in a more accessible square where people can easily get there. The used methodology for this case study, began with an observation of the area by recording pedestrian movement and this enable to understand what the social dynamics of that place were. Secondly we proceeded to an analysis of the study area using Depthmap tool. Through space syntax it was possible to compare between different crossing possibilities and choose the one with a higher level of integration and accessibility. This means that the chosen solution is more likely to produce social movement.
Description: Mestrado integrado em Arquitetura
URI: http://hdl.handle.net/10071/7933
Thesis identifier: 201083990
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
caderno.pdf11.17 MBAdobe PDFView/Open
p1.pdf12.44 MBAdobe PDFView/Open
p2.pdf2.12 MBAdobe PDFView/Open
p3.pdf616.82 kBAdobe PDFView/Open
p4.pdf340.88 kBAdobe PDFView/Open
p5.pdf390.73 kBAdobe PDFView/Open
p6.pdf667.12 kBAdobe PDFView/Open
p7.pdf429.16 kBAdobe PDFView/Open
p8.pdf452.67 kBAdobe PDFView/Open
p9.pdf535.77 kBAdobe PDFView/Open
p10.pdf367.37 kBAdobe PDFView/Open
p11.pdf450.43 kBAdobe PDFView/Open
p12.pdf570.76 kBAdobe PDFView/Open
p13.pdf683.86 kBAdobe PDFView/Open
p14.pdf383.19 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.