Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/7766
acessibilidade
Title: Multitasking na sociedade em rede: diferenças geracionais nas atividades realizadas em regime de multitarefa
Authors: Sousa, Vera Lúcia Ascensão Alves
Orientador: Cardoso, Gustavo Alberto Guerreiro Seabra Leitão
Silva, Tiago José da Lapa
Keywords: Multitasking
Geração
Literacia
Tecnologia
Generation
Literacy
Technology
Issue Date: 2013
Citation: SOUSA, Vera Lúcia Ascensão Alves - Multitasking na sociedade em rede: diferenças geracionais nas atividades realizadas em regime de multitarefa [Em linha]. Lisboa: ISCTE, 2013. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/7766>.
Abstract: A caracterização de gerações pela sua relação com a tecnologia é tomada como pressuposto teórico por autores como Prensky e Tapscott que delimitam grupos etários com base nesta dicotomia, o que faz com que certas práticas, como o multitasking, sejam associadas às gerações mais jovens. O presente trabalho visa desenvolver uma análise exploratória da relação entre idade e as práticas de multitasking, aplicando outras variáveis e colocando em confronto visões de autores como Buckingham e Livingstone. A análise efetuada sugere a existência de um quadro mais complexo do que o inicialmente apresentado, baseado numa relação direta entre aqueles dois fatores. Assim, este estudo pretende contribuir para a discussão sobre as práticas de multitasking através da análise de novas variáveis, como a literacia e/ou o sexo, que podem ser importantes para o quadro explicativo daquelas. A presente dissertação pretende, assim, explorar esta relação, tentando questionar se existe uma diferença geracional no modo como as pessoas realizam atividades em regime de multitasking.
The characterisation of generations based on their relationship with technology is used as a theoretical assumption in theories of authors such as Prensky and Tapscott that limit age groups based on this dichotomy, associating practices such as multitasking to younger generations. The present work aims to develop an exploratory analysis of the relation between age and multitasking, applying other variables and bringing to this discussion the theories of authors like Buckingham and Livingstone. The analysis that was carried out seems to point to a more complex picture that the one initially stated, based on a direct relationship between those two factors. This study aims to contribute to the knowledge of multitasking practices through the analysis of new variables, such as literacy and/or gender that might be important to the explanatory framework of such practices. The present work intends to explore this relationship, trying to question whether there is a generational difference amongst people who perform multitasking activities.
Description: Mestrado em Comunicação, Cultura e Tecnologias de Informação
URI: http://hdl.handle.net/10071/7766
Thesis identifier: 201013819
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
2013_ESPP_DSOC_Multitasking_VeraSousa.pdf1.06 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.