Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/7721
acessibilidade
Title: Stress e bem-estar no trabalho em inspetores do trabalho
Authors: Lopes, Dina Susana de Seixas
Orientador: Silva, Sílvia Agostinho da
Keywords: Stress
Burnout
Engagement
Ansiedade
Depressão
Optimismo
Autoeficácia
Resiliência
Recursos do trabalho
Anxiety
Depression
Optimism
Self-efficacy
Resilience
Job resources
Issue Date: 2013
Citation: LOPES, Dina Susana de Seixas - Stress e bem-estar no trabalho em inspetores do trabalho [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2013. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/7721>.
Abstract: O presente estudo insere-se no âmbito de um projeto mais alargado e pretendeu contribuir para identificar os níveis e preditores de stress em Inspetores do Trabalho. O estudo teve por base modelos de recursos do trabalho (Modelo de Características do Trabalho de Hackman & Oldham (1976); Modelo das Exigências-Controlo Laboral de Karasek, 1979 e Modelo de Exigências-Recursos do Trabalho de Bakker e Demerouti, 2001), a partir dos quais, se pretendeu analisar preditores de stress ao nível organizacional e individual, e a sua relação com a sintomatologia dos indivíduos. Para o efeito realizou-se um estudo correlacional com medidas validadas, com 146 Inspetores do Trabalho da Autoridade para as Condições do Trabalho. Foram colocadas várias hipóteses tendo os resultados demonstrado uma relação negativa entre o suporte social e a sintomatologia, que a disponibilidade de recursos do trabalho e recursos pessoais são fundamentais para a existência de engagement, que trabalhadores engaged demonstram menor sintomatologia, e que o stress sentido pelos indivíduos na interação social está relacionado com a síndrome de burnout. Os resultados sugerem ainda a importância da realização deste tipo de estudos com o objetivo de contribuir para organizações mais saudáveis.
This study falls within a wider project and aims to contribute to a better understanding and to help identify levels and predictors of stress in Labour Inspectors. The study was based on models of job resources (The job characteristics model of Hackman & Oldham (1976); The job demands-control model of Karasek, 1979 and The Job Demands-Resources of Bakker & Demerouti, 2001) from which we intended to analyze predictors of stress in the organizational and individual level and its connection with the symptoms of each individual. To do that, we performed a correlational study with validated measures, involving 146 labour inspectors. We have put several options and the results revealed a negative connection between social support and symptomatology, that the existence of job resources and personal resources are fundamental to the existence of engagement, that engaged workers reveal less symptomatology and that the stress felt by individuals in social interaction is related to burnout.
Description: Dissertação submetida como requisito parcial para a obtenção do grau de Mestre em Ciências do Trabalho e Relações Laborais
URI: http://hdl.handle.net/10071/7721
Thesis identifier: 201011204
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
Dissertação Final_Dina Lopes_30out_VFinal.pdf1.83 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.