Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/7123
acessibilidade
Title: Poder e qualidade na tomada de decisão: o papel do cronótipo e possível mediação de estados afetivos subjetivos e fisiológicos
Authors: Rosa, Maria Filipa Barbosa da Silva Vicente
Orientador: Ferreira, Patrícia Arriaga
Guinote, Ana
Keywords: Poder
Qualidade da tomada de decisão
Cronótipo
Respostas fisiológicas
Estados afetivos
Social power
Decision quality
Chronotype
Physiological parameters
Affective states
Issue Date: 2013
Citation: Rosa, Maria Filipa Barbosa da Silva Vicente - oder e qualidade na tomada de decisão: o papel do cronótipo e possível mediação de estados afetivos subjetivos e fisiológicos [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2013. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/7123>.
Abstract: No presente estudo foi analisado o efeito do poder na qualidade da decisão; a possível mediação dos estados subjetivos (fadiga, alerta e esforço) e fisiológicos (condutância dérmica, frequência cardíaca e tensão arterial) na relação entre poder e qualidade de decisão; e ainda o possível efeito moderador do cronótipo na relação entre poder e variáveis afetivas e fisiológicas, num dia típico de trabalho. Participaram neste estudo 51 participantes colaboradores de uma organização da Indústria Farmacêutica, do território português. A amostra foi dividida por dois grupos (alto poder, N = 24; baixo poder N = 27), sendo a divisão realizada a partir de uma escala de autoavaliação sobre o posicionamento hierárquico e tendo em conta as funções exercidas na empresa e o número de trabalhadores supervisionados. Para avaliar a qualidade na tomada de decisão todos os participantes realizaram duas tarefas em dois momentos: a primeira no início da manhã e a segunda no final do dia de trabalho. Além da decisão, foram obtidos registos de respostas fisiológicas antes e durante a decisão, e solicitada a avaliação subjetiva retrospetiva dos estados de fadiga, alerta e esforço durante a realização das tarefas. Os resultados durante o período da manhã evidenciaram que um maior estado de alerta é preditor de maior qualidade na tomada de decisão. Durante a tarde, verificou-se um efeito do poder na tomada de decisão, embora não explicado pelas variáveis subjetivas e fisiológicas em estudo. Em ambos os períodos do dia, houve ainda efeitos condicionais do poder na fadiga para diferentes níveis do cronótipo, verificando-se que para os participantes com cronótipo moderadamente matutino e indiferente, os participantes com elevado poder reportam menor fadiga do que os participantes com baixo poder. Encontrámos ainda um efeito do poder na qualidade da tomada de decisão apenas para o período da tarde, o que pode indicar que pessoas com alto poder, após um dia de trabalho, continuam a ter melhores tomadas de decisão.
The aim of this study was to analyze the effect of social power in decision quality; the possible mediation of subjective (fatigue, alertness and effort) and physiological states (skin conductance, cardiac frequency and arterial blood pressure) in the relation between social power and decision quality; the possible moderating effect of the chronotype in the relation between social power and affective and physiological variables, in a normal working day. 51 collaborators from a pharmaceutical company located in Portugal took part in this study. The sample was divided into two groups (powerful, N=24; powerless, N=27). This division was carried out from a self-graduation scale over the hierarchic positioning and considering job functions in the company and number of employees supervised. To evaluate decision quality all participants performed two tasks in two separated moments. The first was in the early morning and the second late in the evening. Besides the final decision, records from physiological parameters were obtained before and during the task, and it was also asked each participant to subjectively evaluate fatigue, alertness and effort undertook during the period in which the task was performed. The results obtained during the morning period showed that a higher alertness state is a predictor of a better decision quality. During the evening period, an effect of social power in decision quality was noticed, although this was not explained by the subjective and physiological variables studied in this assignment. It was also noticed that for both periods of the day, social power had an effect on fatigue for the two levels of chronotype. Moreover, it was noticed that for participants with moderately morningness and indifferent chronotype, the more powerful reported less fatigue than the powerless collaborators. Finally, it was also shown that there is an effect of social power in decision quality in the evening period, which might indicate that powerful people, after a working day, are still more capable of making better decisions.
Description: Trabalho de projeto submetido como requisito parcial para obtenção do grau de Mestre em Psicologia Social e das Organizações
URI: http://hdl.handle.net/10071/7123
Thesis identifier: 201211890
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
TESE_MVR.pdf1.23 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.