Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/7112
acessibilidade
Title: História da política do Partido Comunista Português durante a Revolução dos Cravos (1974-1975)
Authors: Varela, Raquel Cardeira
Orientador: Pinto, António Costa
Árias, Carlos Taibo
Keywords: Partido Comunista Português
Revolução dos cravos
História das revoluções
Conflitos sociais
Portuguese Communist Party
The carnation revolution
History of the revolutions
Social conflicts
Issue Date: 2010
Citation: VARELA, Raquel Cardeira - História da política do Partido Comunista Português durante a Revolução dos Cravos (1974-1975) [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2010. Tese de doutoramento. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/7112>.
Abstract: O Partido Comunista Português (PCP) teve um papel central no processo revolucionário português, iniciado a 25 de Abril de 1974 com um golpe de estado liderado pelo Movimento dos Capitães/MFA. Nesta investigação analisamos a política do PCP face ao desenrolar do processo revolucionário, sobretudo em relação ao movimento operário e popular, realçando a participação do partido nos principais conflitos sociais, nas greves, nas fábricas e nas empresas, no processo de nacionalizações e na luta pela reforma agrária. Pela sua relevância para a história da revolução e do período democrático que se lhe seguiu demos especial relevo à política do Partido Comunista face aos organismos de duplo poder (comissões de trabalhadores, moradores e soldados) e à construção da Intersindical como central sindical única. Orientámos ainda esta pesquisa para focar a política do PCP em relação ao Partido Socialista e ao MFA durante a revolução. Destacámos em particular a posição do PCP face aos Governos Provisórios, à organização das Forças Armadas e ao MFA e ainda a disputa entre PS e PCP pela organização do aparelho de Estado.
The Portuguese Communist Party (PCP) had a central role in the Portuguese revolutionary process which began on April 25, 1974 with a coup led by the Captains‟ Movement / MFA. In this investigation we analyze the politics of PCP over the course of the revolutionary process, particularly in relation to the labour movement, enhancing the party‟s participation in major social conflicts, in strikes, in the factories and companies, in the process of nationalization and in the struggle for agrarian reform. For its relevance to the history of revolution and the democratic period that followed, we gave particular emphasis to the policy of the Communist Party in relation to dual power organisms (workers‟, neighbours‟ and soldiers‟ committees) and the construction of Intersindical as the nation‟s only central union. We also guided this research to focus on the politics of PCP towards the Socialist Party and the MFA during the revolution. We have particularly emphasized PCP‟s position towards the Provisional Governments, the organization of the Armed Forces and the MFA and also the dispute between PS and PCP for the organization of the state apparatus.
Description: Doutoramento em História Moderna e Contemporânea: Especialidade em História Política e Institucional no Período Contemporâneo
URI: http://hdl.handle.net/10071/7112
ISBN: 978-989-732-358-4
Appears in Collections:T&D-TD - Teses de doutoramento

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
tese-raquel.pdf1.96 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.