Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/7044
Full metadata record
acessibilidade
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorMoleiro, Carla-
dc.contributor.authorLamúria, Ana Rute Calaim-
dc.date.accessioned2014-05-02T14:01:53Z-
dc.date.available2014-05-02T14:01:53Z-
dc.date.issued2013-
dc.date.submitted2013-09por
dc.identifier.citationLAMÚRIA, Ana Rute Calaim - Estudo exploratório sobre a auto perceção da competência intercultural de profissionais de intervenção social e comunitária : relação com as variáveis sociodemográficas e de formação [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2013. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/7044>.pt-PT
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10071/7044-
dc.descriptionCódigos PsycINFO: 2930 Culture & Ethnology 3373 Community & Social Servicespor
dc.description.abstractO presente estudo teve como objetivo explorar a relação das variáveis sociodemográficas e de formação com a auto perceção da competência intercultural dos profissionais de intervenção social e comunitária. O estudo teve como ponto de partida o modelo tridimensional da competência intercultural de Sue e colaboradores (1992), modelo este composto pela consciência, conhecimento e competências práticas, bem como o estudo de Obegi e Ritblatt (2005). O questionário usado para medir a competência intercultural foi desenvolvido por Moleiro e colegas para o contexto da população portuguesa – Cultural and Individual Diversity Competences Inventory (CIDCI-Técnicos), tendo sido já aplicado a técnicos de intervenção comunitária anteriormente (Pinto & Moleiro, 2013). Foram aplicados questionários a uma amostra de 166 profissionais, sendo que 95 estavam inseridos no contexto de trabalho na intervenção direta com a comunidade e família (e.g., programa escolhas, IPSS) e 71 no contexto do sistema de proteção de menores (e.g., CPCJ’s, CAT’s). Os principais resultados demonstraram que não houve diferenças na auto perceção entre os dois grupos de contextos profissionais, e as variáveis com uma relação positiva na auto perceção dos profissionais foram a formação e a leitura de livros/artigos específicos no contexto da diversidade cultural. Verificou-se que não há correlação significativa da competência intercultural com as variáveis idade e anos de trabalho nem diferenças significativas com sexo e nacionalidade. São discutidas recomendações e implicações para a formação de profissionais, bem como a sua avaliação.por
dc.description.abstractThe present study aimed to explore the relationship of sociodemographic and training variables in intercultural competence of professionals who works in the field of social and community intervention. The study had as its starting point the three-dimensional model on intercultural competence developed by Sue and colleagues (1992), in which the three dimensions are awareness, knowledge and practical skills, as well as the study of Obegi and Ritblatt (2005). The measure used to assess intercultural competence was developed to the Portuguese population by Moleiro and colleagues – Cultural and Individual Diversity Competences Inventory (CIDCI – Técnicos); and has already beenapplied to social and community workers (Pinto & Moleiro, 2013). In the present study, the surveys were administered to a sample of 166 professonals, where 95 worked in a context of direct intervention with the community and family and 71 in the context of the child protection system. The main results show that there were no differences in self-perception between the two groups of professionals, and the variables with a positive impact on the intercultural competence were professional training and reading books / articles specifically in the context of cultural diversity. It was also found that there is no significant correlation between age, and years of work and no differences between gendersand citizenship. Recommendations and implications for the training of professionals are discussed, as well as its evaluation.por
dc.language.isoporpor
dc.rightsrestrictedAccesspor
dc.subjectCompetência interculturalpor
dc.subjectAvaliação da competência interculturalpor
dc.subjectPsicologia comunitáriapor
dc.subjectFormação profissionalpor
dc.subjectIntercultural competencepor
dc.subjectIntercultural competence assessmentpor
dc.subjectCommunity psychologypor
dc.subjectProfessional trainingpor
dc.titleEstudo exploratório sobre a auto perceção da competência intercultural de profissionais de intervenção social e comunitária : relação com as variáveis sociodemográficas e de formaçãopor
dc.typemasterThesispt-PT
dc.identifier.tid201065860-
thesis.degree.nameMestrado em Psicologia Social e das Organizações-
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
Dissertacao mestrado Ana Lamuria.pdf1.19 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.