Skip navigation
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/696
acessibilidade
Title: Atitude do consumidor face aos produtos geneticamente modificados
Authors: Silva, Rufino Alves da
Orientador: Rita, Paulo
Keywords: Atitude
Produtos geneticamente modificados
Attitude
Genetically modified foods
GM
Issue Date: 2008
Abstract: O objectivo do presente trabalho foi compreender as atitudes dos consumidores face aos produtos geneticamente modificados (GM’s). O suporte teórico baseou-se essencialmente nos estudos de Boccaletti (2000) e Onyango (2000) atendendo aos seus importantes contributos no desenvolvimento do tema em apreço. O suporte empírico focalizou-se num inquérito com 26 questões, levado a cabo junto de uma população alvo de 385 indivíduos, com idades superiores a 18 anos, na área da Grande Lisboa. Os dados recolhidos do inquérito foram posteriormente tratados pelo programa SPSS, tendo-se através deste realizado diversos testes estatísticos. Dos 385 indivíduos iniciais foram consideradas apenas 182 para o nosso estudo, os quais afirmaram já ter ouvido, visto ou lido algo sobre os produtos geneticamente modificados. As conclusões que podemos retirar deste trabalho são: os consumidores têm a percepção de já terem consumido produtos geneticamente modificados e mostram-se muito sensíveis à necessidade dos produtos no futuro passarem a ser devidamente etiquetados, ou seja, estarem rotulados; os consumidores atribuem uma enorme importância à regulamentação da comissão da União Europeia referente a estes produtos; os principais motivos para aquisição de produtos GM’s são uma melhor informação e o reconhecimento da segurança desses produtos por parte de institutos credenciados. Em termos de contribuições, acreditamos que este estudo possa ter ajudado o meio académico essencialmente pelo seu pioneirismo em Portugal, revelando-se um marco importante para a compreensão da formação das atitudes dos consumidores face aos produtos GM’s.
The aim of this thesis is to characterize the attitude of consumers towards genetically modified foods (GM’s). The research is based on the studies of Boccaletti (2000) and Onyango (2000) considering the important contribution to the presented subject. This study is empirically based on an inquiry composed by 26 questions aimed for 385 people over 18 years old living in Lisbon. The obtained data was statistically analysed by spss software from the initial 385 people, only 182 were considered for this study and declared having heard or read about genetically modified foods. The consumers have the general perception of having already tried some of these products and consider labelling a way to clarify some incertitude. Thus, better information, guarantee of security and quality patterns and regulamentation provided by the European Union are the main reasons for demand of GM foods. The influence of media, friends and family is also remarkable. Corn is the most well-know GM product. To sum up, this thesis helps the academic environment essentially due to its pioneering projection in Portugal. It represents a turning point of reference for the comprehension and attitudes towards genetically modified foods.
URI: http://hdl.handle.net/10071/696
Designation: Mestrado em Gestão de Empresas
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
Rufino_Tese.pdf354.88 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.