Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/6590
acessibilidade
Title: Auto-representação na adolescência: avaliação e processo de construção
Authors: Martins, Ana Catarina Mendes
Orientador: Calheiros, Maria Manuela
Keywords: Auto-representação
Adolescência
Looking-glass self
Relação pais-filhos
Self-representation
Adolescence
Looking-glass self
Parent-child relationship
Issue Date: 2013
Citation: MARTINS, Ana Catarina Mendes - Auto-representação na adolescência: avaliação e processo de construção [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2013. Tese de doutoramento. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/6590>.
Abstract: A forma como os indivíduos pensam sobre si é uma variável central na compreensão e explicação do comportamento e do processamento de informação. A construção da auto-representação ocorre ao longo do desenvolvimento, mas adquire especial relevância na adolescência. A perspectiva da Psicologia Social foi adoptada neste trabalho, em particular, o enfoque na multiplicidade das auto-representações, a organização cognitiva da informação e a influência social. Face à lacuna existente na literatura de medidas validadas para adolescentes, na primeira parte deste trabalho foram desenvolvidos seis estudos. Nos três primeiros estudos, através da análise de livros escolares e da auto-descrição de adolescentes, foi identificado um conjunto de atributos que após terem sido avaliados quanto à sua valência e relevância permitiram a identificação de um conjunto final de 32 atributos. No estudo 4 foi validada uma escala de complexidade da auto-representação e no estudo 5 e 6 uma escala de auto-representação. As duas escalas revelaram ser medidas apropriadas para avaliar a complexidade da auto-representação e a auto-representação de adolescentes dos 12 aos 16 anos, bem como na identificação de diferenças em função da idade e do género. Na segunda parte, foi analisado a influência da relação pais-filhos na construção da auto-representação, através do teste da hipótese do looking-glass self. De acordo com esta hipótese a influência da hetero-representação na auto-representação é mediada pela meta-representação. No estudo 7 foi confirmada a hipótese considerando como outros significativos o pai e a mãe. Foi ainda verificado que o género e a percepção de suporte moderam o impacto da hetero-representação na meta-representação. Verificou-se ainda que o tipo de relação, a idade dos adolescentes e a percepção de interacção negativa na relação pais-filhos não moderam a relação entre a hetero-representação e meta-representação.
The way individuals think about themselves is a central variable in understanding and explaining individual‘s behavior and information processing. The construction of self-representation occurs throughout development, but becomes particularly relevant in adolescence. Adopting a psychosocial perspective, we were particularly interested in self-representations‘ multiplicity, self-structure and social influence. Given the gap in the literature of validated measures for adolescents, in part one six studies were developed. In the first three studies, a set of attributes were identified through school books and adolescents‘ self-description content analysis. Then attributes‘ relevance and valence was evaluated and a final set of 32 attributes was identified. Two scales were then developed and validated: in study 4 a self-complexity scale for adolescents and in study 5 and 6 a self-representation scale for adolescents. Both scales were found to be suitable measures for adolescent‘s self-complexity and self-representation assessment, as well as for age and gender differences identification. In part two, the influence of parent-child relationship in the construction of adolescent‘s self-representation was analysed through the test of the looking-glass self hypothesis. According to this hypothesis the impact of hetero-representation in self-representation is mediated by meta-representation. In study 7 the hypothesis was confirmed. It was also found that gender and adolescent‘s support perceptions moderate the impact of hetero-representation in meta-representation. It was also found that the type of relationship, age and negative interaction perceptions in the parent-child relationship did not moderate the relationship between parent‘s hetero-representation and adolescent‘s meta-representation.
Description: Doutoramento em Psicologia Social e das Organizações
URI: http://hdl.handle.net/10071/6590
Thesis identifier: 101443790
ISBN: 978-989-732-365-2
Appears in Collections:T&D-TD - Teses de doutoramento

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
TESE_FINAL_ANA_MARTINS_Junho_2013.pdf2.73 MBAdobe PDFView/Open
ANEXOS.pdf972.99 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.