Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/6569
acessibilidade
Title: Comportamento do consumidor: procura de informação e intenção de compra online de seguro automovel - aplicação em portugal
Authors: Castro, Carla
Orientador: Rita, Paulo Miguel Rasquinho Ferreira
Salgueiro, Maria de Fátima Ramalho Fernandes
Keywords: Comportamento do consumidor
Atividade seguradora
Intenção de compra online
Procura de informação online
Seguro automóvel
Canais de distribuição
Structural equation models
Consumer behavior
Insurers
Online information search
Online purchase intention
Auto insurance
Distribution channels
Issue Date: 2012
Citation: CASTRO, Carla - Comportamento do consumidor: procura de informação e intenção de compra online de seguro automovel - aplicação em portugal [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2012. Tese de doutoramento. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/6569>.
Abstract: A distribuição no setor segurador está repleta de desafios. Novas tendências de consumo, a internet e a utilização de distintos canais ao longo das etapas do processo de tomada de decisão de compra, têm um impacto relevante da decisão de compra e no processo de compra de seguro automóvel. A adoção de novos comportamentos pelo consumidor, o aumento dos “clientes híbridos” e a estratégia de distribuição multicanal, apresentam desafios às seguradoras quer do ponto de vista académico, quer empresariais. A escolha ótima dos canais de distribuição depende da estratégia concreta de cada companhia. Mas é necessário ter em conta que os clientes têm uma palavra a dizer no que concerne a como querem adquirir os produtos e serviços. Os clientes esperam de uma forma crescente que os seus fornecedores estejam disponíveis a qualquer hora, que forneçam informação e têm expectativas elevadas quanto aos níveis de serviço. Da mesma forma, esperam preços competitivos, dentro dum conceito de preço justo que é difícil de medir. Todas estas questões emergem num ambiente no qual o poder da marca e o processo de recomendação não estão mais no domínio das seguradoras. É neste contexto de consumo, onde os consumidores utilizam diversos canais ao longo do processo de compra, num árduo ambiente concorrencial, que o setor segurador se tem de reinventar na distribuição. Propõe-se um modelo de procura de informação e de intenção de compra, abrangendo-se, quer a dimensão global de compra online, quer os consumidores que procuram informação online, mas concretizam a compra offline. Foi desenvolvido um modelo teórico com uma abordagem holística que combina a procura de informação online e a intenção de compra online. Obtêm-se evidências que o modelo de intenção de compra e o modelo de procura de informação online são diferentes. As variáveis com maior impacto na procura de informação são: perceção de utilidade, atratividade de preço, envolvimento e perceção de facilidade de uso. Para a intenção de compra online, as variáveis são: perceção de utilidade, atratividade de preço, confiança e lealdade. Esta investigação também analisa a experiência como variável moderadora. A vertente empírica foi aplicada em Portugal. Metodologicamente utilizaram-se modelos com equações estruturais (SEM) tendo-se obtido um poder explicativo de 52% para a procura de informação e 73% para a intenção de compra online de seguro automóvel. Como debatido na presente investigação, os resultados fornecem diversos contributos quer académicos quer empresariais. Como pretendido, a presente investigação contribui para o conhecimento do comportamento do consumidor na procura de informação e intenção de compra online, para o conhecimento do comportamento multicanal e para a investigação aplicada ao setor segurador. Também fornece ferramentas úteis que contribuem para a definição da estratégia na internet e para a estratégia de canais de distribuição, quer numa abordagem monocanal, quer numa abordagem multicanal. Os resultados podem ser utilizados como guião de variáveis instrumentais prioritárias. Pode contribuir para ajudar os gestores a definir a estratégia do canal da internet para a companhia, alocação de recursos e a lidar com o fenómeno de “research shopping”.
The distribution in the insurance industry has many challenges. New consumer trends, the internet and the use of distinct channels throughout the different stages of the purchase process have an extensive impact in the buying decision and on the auto insurance purchasing process. The adoption of new consumer behaviors, the increase of "hybrid consumers" and the multi-channel distribution strategy presents challenges both from the academic and managerial points of view. The optimal choice of distribution channels depends on the specific strategy implemented by each insurance company. But tone must consider that customers have a say regarding how they want to buy products and services. Customers increasingly expect that their suppliers to be available at any time, providing information and with high desired service level expectations. Likewise, they want more competitive prices, within a fair price concept that is hard to measure. All these questions arise in an environment in which brand power and recommendation behavior are no longer in the insurers’ domain. It is inside this context of consumption, where consumers use distinct channel throughout the stages of the purchase process, in a fiercely competitive environment, that the insurance industry has to reinvent distribution. A theoretical model is developed based on a comprehensive approach that combines online information search and online purchase intention. The findings provide evidence that the models for purchase intention and for the information search are different. Results show that the variables with the greatest impact in the information search are: perception of usefulness, price attractiveness, involvement and perception of ease of use. Similarly, the variables that explain the online purchase intention are: perception of usefulness, price attractiveness, reliability and loyalty. This study also investigates experience as a moderation variable. Empirical research was conducted in Portugal. Structural equation modeling (SEM) was used, which returned an explanatory power of 52% for information search, and 73% for intention to purchase auto insurance online. As discussed in the study, the findings make several contributions both to academia and management. As intended, this research contributes to the understanding of consumer behavior as regards online information search and online purchase intention, to the knowledge of multichannel behavior and to research applied in the insurance industry. It also provides useful tools to assist managers in the definition of internet strategy and distribution channel strategy, either through a multi-channel approach, or in a direct distribution strategy. The findings can be used as a roadmap of instrumental variables. It can help managers to define company internet channel strategy, resource allocation and to deal with the “research shopping” phenomena.
Description: Doutoramento em Gestão Empresarial Aplicada/ Classificação: M31, M10, C39
URI: http://hdl.handle.net/10071/6569
ISBN: 978-989-732-398-0
Appears in Collections:T&D-TD - Teses de doutoramento

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
TESE_CARLA-CASTRO_DBA.pdf8.1 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.