Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/5274
acessibilidade
Title: Quando os elefantes lutam a erva sofre : a integração das populações locais nas estratégias de conservação: o caso do grande Limpopo, em Moçambique
Authors: Pinto, Afonso Maria de Gouveia Durão Vaz
Orientador: Cardoso, Luís Granger Alfaro
Keywords: Conservação
Desenvolvimento sustentável
Áreas protegidas
Comunidades locais
Parque Nacional do Limpopo
Parque Transfronteiriço do Grande Limpopo
Área de Conservação Transfronteiriça do Grande Limpopo
Moçambique
Conservation
Sustainable development
Protected areas
Local communities
Limpopo National Park
Great Limpopo Transfrontier Park
Great Limpopo Transfrontier Conservation Area
Mozambique
Issue Date: 2012
Citation: Pinto, Afonso Maria de Gouveia Durão Vaz - Quando os elefantes lutam a erva sofre : a integração das populações locais nas estratégias de conservação: o caso do grande Limpopo, em Moçambique [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2012. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/5274>.
Abstract: A Área de Conservação Transfronteiriça do Grande Limpopo (ACTFGL), que contempla a criação de uma Área Protegida (AP) integrando Parque Nacionais, terrenos privados e áreas comunais em Moçambique, África do Sul e Zimbabué, é apresentada pelos seus promotores como um modelo que visa conservar a biodiversidade e promover o desenvolvimento sustentável. O facto de até ao momento o plano ter apenas estabelecido o Parque Transfronteiriço do Grande Limpopo, tem levantado dúvidas quanto à inclusão das comunidades rurais no projecto. Nesta dissertação defendemos que para que se alcance o duplo objectivo de combate à pobreza das comunidades rurais da região e da conservação dos recursos naturais, a tónica deverá ser posta num modelo de Área de Conservação Transfronteiriça que vai muito além da estratégia ecocêntrica promovida por um Parque Transfronteiriço.
Great Limpopo Transfrontier Conservation Area (GLTFCA), which includes the creation of a Protected Area (PA) integrating National Parks, private land and communal areas in Mozambique, South Africa and Zimbabwe, is presented by its promoters as a model to conserve biodiversity and promote sustainable development at the same time. There are reasonable doubts regarding the inclusion of rural communities in the project, as the plan, so far, just established the Great Limpopo Transfrontier Park. This dissertation argues that, for achieving both objectives of poverty alleviation in rural communities of the region and conservation of natural resources, emphasis should be placed on a model of Transfrontier Conservation Area which goes well beyond the strategy promoted by ecocentric Transfrontier Park.
URI: http://hdl.handle.net/10071/5274
Designation: Mestrado em Estudos Africanos
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
Dissertação MEA19 Afonso Vaz Pinto N22219 (PDF).pdf1.37 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.