Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/5184
acessibilidade
Title: Social integration of international Chinese second generation of immigrants : research on the youth from 15 to 24 of Chinese immigrants in Lisbon, Portugal
Authors: Li, Lan
Orientador: Guerreiro, Maria das Dores
Keywords: Second generation of chinese immigrants
Culture identity
Family integration
School integration
Community integration
Imigrantes chineses de segunda geração
Identidade cultural
Integração familiar
Integração escolar
Integração na comunidade
Issue Date: 2012
Citation: LI, Lan - Social integration of international Chinese second generation of immigrants : research on the youth from 15 to 24 of Chinese immigrants in Lisbon, Portugal [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2012. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/5184>.
Abstract: Since the first group of immigrants from China arrival to Portugal, from 1950s on, more Chinese people came to work and live in this south European country. Under an in general flexible migration policy, Portugal becomes one of the springboards for immigrants entering EU. Migration is always a reflection of policy and economics, while concurrently affects the local society. Portugal has a long history of both emigration and immigration. Since immigrants are taking an important role in the hosting society, it is vital to pay attention to their living conditions. Second generation of immigrants is a group that grows up with the local’s. They are both contributors of supporting and creating future. In fact, this group in general is more vulnerable, with high risks and less care while growing up. My research chose the Chinese second generation of immigrants from 15 to 24 years old. Through Socialization and Social Integration theories, I am trying to find out their integration situations from three perspectives of family, school and community. The conclusions prove second generations of Chinese immigrants are mostly family-oriented, have a high drop-out rate and a high cognition of Chinese culture. Culture Identity highly manipulates the second generations’ practice in the three fields. Educational level limits their social development. The important findings are: Positive correlation between the social integration level of second generations’ and their parents’. The integration ability strongly represents their Family Social Capital competence. Besides, the local Chinese organizations play as the platform for second generations’ social participation and personal realization.
Desde o aparecimento do primeiro grupo de imigrantes provenientes da China, durante os anos cinquenta do século passado, mais chineses vieram viver e trabalhar neste país do Sul da Europa. Num processo correspondente a uma política de migração relativamente mais flexível, o país de chegada tornou-se uma das portas de ingresso na Europa para estas pessoas. A migração é sempre um reflexo da política do país, afectando simultaneamente a sociedade local. Portugal tem uma longa história de emigração e imigração. Posto que os imigrantes estão a desempenhar um papel mais importante na sociedade de acolhimento, é vital prestar atenção às suas condições de vida. A segunda geração de imigrantes é o grupo que cresce juntamente com o grupo local. Os seus membros são uma parte das futuras forças criativas e de suporte da sociedade. De facto, este grupo é mais vulnerável, correndo riscos maiores e dispondo de menos cuidados durante o seu crescimento. Esta pesquisa escolheu a segunda geração de imigrantes Chineses entre os 15 e os 24 anos de idade. Recorrendo às teorias da socialização e da integração social, procvrei descobrir os seus níveis de integração sob perspectivas familiares, escolares, laborais, de organização social e de identidade cultural. Os resultados permitem concluir que os imigrantes chineses da segunda geração são predominantemente guiados pelos valores familiares, apresentam uma elevada taxa de desistência escolar e um conhecimento mais elevado da cultura chinesa. O seu nível educacional limita o seu desenvolvimento social. Duas importantes constatações são a correlação positiva entre o nível de integração social dos imigrantes chineses de segunda geração e aquele dos seus pais. A sua capacidade de integração representa a importancia do respectivo capital social familiar. Adiciónalmente, as organizaçãoes locais chinesas agem como plataformas de participação social e realização pessoal para as segundas gerações.
URI: http://hdl.handle.net/10071/5184
Designation: Mestrado em Família e Sociedade
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
[Lan Li] Master of Family and Society.pdf1.02 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.