Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/5129
acessibilidade
Title: Origens, destinos e trajectórias de classe: uma análise exploratória da mobilidade social em 2 gerações de portugueses
Authors: Ramos, Vasco Miguel dos Santos
Orientador: Wall, Karin
Keywords: Classes sociais
Mobilidade social
Desigualdades sociais
Trajectórias de classe
Análise de sequências
Social class
Social mobility
Social inequality
Class trajectories
Sequence analysis
Issue Date: 2011
Citation: RAMOS, Vasco Miguel dos Santos - Origens, destinos e trajectórias de classe: uma análise exploratória da mobilidade social em 2 gerações de portugueses [Em linha]. Lisboa: ISCTE, 2011. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/5129>.
Abstract: Diversos estudos demonstram a manutenção de elevados níveis de desigualdade na sociedade portuguesa, com a situação da família de origem a influenciar fortemente a trajectória social dos indivíduos. Tendo como pano de fundo as significativas alterações que enquadram a modernidade portuguesa, o objectivo central do estudo é analisar a mobilidade social, a partir da investigação comparativa das trajectórias de classe social de portugueses nascidos em diferentes gerações. Parte-se de uma perspectiva teórica sobre as classes sociais, que as entende como um conjunto de agentes que ocupam posições aproximadas, num sistema pluridimensional de desigualdades, e valoriza-se uma perspectiva sobre o percurso de vida que reconhece a importância central dos constrangimentos estruturais, mas não os assume como um determinismo, salientando a necessidade de os analisar longitudinalmente. Usando dados do projecto "Trajectórias familiares e redes sociais: a trajectória de vida numa perspectiva intergeracional" examinam-se comparativamente trajectórias de classe seguindo o percurso de vida. Utiliza-se uma metodologia inovadora que recorre à análise sequencial procurando estabelecer uma relação entre tempo histórico e mobilidade social. Comparam-se trajectórias de classe dos indivíduos em função das suas origens de classe, visando relacionar mobilidade, geração e género. Conclui-se que a desigual distribuição de recursos, materiais e escolares, continua a ser fulcral para a compreensão das trajectórias de classe e de mobilidade social, embora se observem diferenças geracionais consideráveis nos mecanismos de reprodução das desigualdades. Para além da importância da classe social de origem, a desigual distribuição das qualificações escolares, em particular das mães, revela-se decisiva para compreender a mobilidade.
Several studies have shown the maintenance of high levels of inequality in the Portuguese society, with the situation of the family of origin strongly influencing the social trajectory of the individuals. Taking as a backdrop the significant structural changes that frame Portuguese modernity, the central objective of the study is to analyze social mobility, using a comparative investigation on the social class trajectories of Portuguese men and women born in different generations. The starting point is a theoretical perspective on the social classes. This perspective is combined with an outlook on the life course that recognizes the central importance of the structural constraints, but points out the necessity of analyzing those effects longitudinally. Using data from the “Family trajectories and social networks: the life course in an intergenerational perspective" project, social class trajectories are examined comparatively, following the life course of each individual. An innovative methodology is used; it resorts to the sequential analysis of states, trying to establish a relation between historical time and social mobility. Social class trajectories are compared based on class origins, aiming to understand the relationship between mobility, gender, and generation. It is concluded that the unequal distribution of resources, material and educational, remains central to understanding the trajectory of class and social mobility. However, there are significant generational differences in the mechanisms through which social inequality is reproduced. In addition to the importance of social class of origin, the unequal distribution of school qualifications, in particular of mothers, is increasingly important to understand mobility.
URI: http://hdl.handle.net/10071/5129
Designation: Mestrado em Sociologia
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
TESE MESTRADO VASCO RAMOS.pdf1.49 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.