Skip navigation
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/4684
acessibilidade
Title: Nascer em casa: a desinstitucionalização reflexiva do parto no contexto português
Authors: Santos, Mário João Duarte da Silva
Orientador: Augusto, Amélia
Carapinheiro, Graça
Keywords: Parto em casa
Medicalização
Reflexividade
Coerência identitária
Consumo de tecnologia
Home-birth
Medicalization
Reflexivity
Identity coherence
Technology consumption
Issue Date: 2012
Citation: SANTOS, Mário João Duarte da Silva - Nascer em casa: a desinstitucionalização reflexiva do parto no contexto português [Em linha]. Lisboa: ISCTE, 2012. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/4684>.
Abstract: A opção pelo parto em casa, em Portugal, reveste-se de interesse sociológico pela complexidade das relações entre saberes, poderes e percepções do risco que são postas em jogo. A aproximação ao tema implicou o aprofundamento teórico de questões que se revelaram imprescindíveis para a compreensão dos fenómenos sociais que se criam e se reconfiguram em torno do parto em casa, como a medicalização da gravidez e do parto, as estratégias de delimitação de campos de saber e de acção sobre o parto e o recurso à tecnologia no controlo dos riscos associados à gravidez e ao parto. Para que fosse possível analisar a experiência da mulher ou do casal que viveu o parto em casa por opção, desde o conhecimento dessa possibilidade até à fase do pós-parto, optou-se pelo método qualitativo e pela entrevista como técnica de recolha de dados. Nos discursos analisados, a definição desta opção ilustra um processo reflexivo de integração da gravidez no self e de procura de coerência identitária, onde as tecnologias médicas são um objecto de consumo que põe em evidência percepções subjectivas do risco e a percepção de um risco moral. A multiplicidade de experiências descritas revela-se incompatível com os sistemas de vigilância e controlo e conduz o parto num movimento de desinstitucionalização que, apesar de retirar poder e protagonismo à prática médica, não traduz uma rejeição do modelo biomédico, mas antes uma rejeição do monopólio e da hegemonia de saber e de acção da biomedicina sobre a gravidez e o parto.
Choosing a home-birth in Portugal is of sociological interest because of the complexity of relations established between knowledge, power and risk perceptions that are put into play. The approach to this subject demanded searching the theoretical issues that have proved indispensable for the understanding of the social phenomena that are created and reconfigured around home-birth, like the medicalization of pregnancy and childbirth, the strategic division of fields of knowledge and action over birth and the use of technology in controlling the risks associated to pregnancy and childbirth. For analysing the home-birth experiences of women or couples, from the acknowledgement of it as a possibility to the post-partum, it was chosen a qualitative approach and the interview as the data collection technique. In the speeches analysed, the definition of this option illustrates a reflexive process of self-integration of the pregnancy and a search for identity coherence, where medical technology is an object of consumption, which highlights subjective perceptions of risk and the perception of a moral risk. The multiplicity of experiences described proves to be incompatible with the surveillance and control systems and drives birth into a deinstitutionalization movement that, despite removing power and recognition from medical practice, does not reflect a rejection of the biomedical model, but rather a rejection of the monopoly and the hegemony of knowledge and action that biomedicine has upon pregnancy and birth.
URI: http://hdl.handle.net/10071/4684
Designation: Mestrado em Saúde, Medicina e Sociedade
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
Nascer em casa.pdf658.62 kBAdobe PDFView/Open
Nascer em casa_Anexos.pdf896.54 kBAdobe PDFView/Open
Nascer em casa_Resumos.pdf11.2 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.