Skip navigation
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/4567
acessibilidade
Title: Overeducation: evidence from Portugal
Authors: Custódio, António José Ribeiro da Silva dos Santos
Orientador: Simões, Nádia Nogueira
Keywords: Overeducation
Higher education
Graduates
Labour market
Portugal
Sobre-educação
Ensino superior
Licenciados
Mercado trabalho
Issue Date: 2011
Citation: CUSTÓDIO, António José Ribeiro da Silva dos Santos - Overeducation: evidence from Portugal [Em linha]. Lisboa: ISCTE, 2011. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/4567>.
Abstract: The levels of educational attainment have risen strongly over the last thirty years in Europe. In Portugal, the education system, particularly the higher education sector, expanded in late 80s. Parallel to this expansion have been growing up concerns about the incidence of overeducation in Portuguese labour market. This study presents an extensive review of literature about overeducation and ways of measuring the phenomenon, as well an evolutive description on higher education in Portugal and some recent developments at European and National level. The study was based on objective and empirical approach, focusing overeducation as a form of underutilization of educational skills and linking worker’s formal education with the skills required to perform a job. Using the 1998, 2004 and 2009 data from Labour Force Survey collected by Office of National Statistics (INE), the present study analysed overeducation in Portugal, aiming to identify and quantify the existence of the phenomenon during the considered period. The study results revealed the existence of overeducation over the period, along with an increase of incidence, which varies with gender and being more relevant on women.
Nos últimos trinta anos os níveis de escolaridade aumentaram significativamente na Europa. Em Portugal, o sistema de educação, em particular o ensino superior, expandiu-se durante os anos 80. Paralelamente a esta expansão, cresceram também as preocupações sobre a incidência de sobre-educação no mercado de trabalho Português. Este estudo apresenta uma extensa revisão da literatura sobre o conceito e medição do fenómeno, assim como uma caracterização da evolução do ensino superior em Portugal e desenvolvimentos recentes a nível europeu e nacional. O estudo realizado baseou-se na abordagem objectiva e empírica, centrando a discussão na definição de subutilização da educação, comparando a educação formal adquirida pelo trabalhador com a educação requerida para desempenhar uma determinada profissão. Neste estudo foi analisada a situação portuguesa, recorrendo a dados do Inquérito ao Emprego recolhidos pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), com referência aos anos de 1998, 2004 e 2009, com o objectivo de verificar a existência de sobre- -educação e a sua evolução durante o período. Os resultados obtidos no estudo identificaram a existência de sobre-educação, conjuntamente com um aumento da sua incidência, a qual varia de acordo com o género, sendo mais significativo nas mulheres.
URI: http://hdl.handle.net/10071/4567
Designation: Mestrado em Economia Portuguesa e Integração Internacional
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
TESE - Overeducation Evidence from Portugal, September 2011.pdf916.7 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.