Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/4564
acessibilidade
Title: A idade como um limite ao trabalho: idadismo dos recrutadores na triagem curricular – simulação em contexto real
Authors: Vicente, Daniela de Albuquerque Martins
Orientador: Marques, Sibila
Keywords: Recrutamento
Selecção
Triagem
Idadismo
Discriminação
Preconceito
Recruitment
Selection
Screening
Ageism
Discrimination
Prejudice
Issue Date: 2011
Citation: VICENTE, Daniela de Albuquerque Martins - A idade como um limite ao trabalho: idadismo dos recrutadores na triagem curricular – simulação em contexto real [Em linha]. Lisboa: ISCTE, 2011. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/4564>.
Abstract: Actualmente há um envelhecimento geral na população activa, contudo verifica-se uma grande dificuldade por parte dos trabalhadores mais velhos em encontrar ou até mesmo manter o seu trabalho. Uma das razões por detrás deste acontecimento é a manifestação da idade como um critério de selecção na triagem dos Curricula Vitae. O presente estudo experimental pretende analisar se, de facto, os recrutadores irão escolher os candidatos mais jovens quando a idade surge nos Curricula Vitae e os candidatos mais velhos quando esta não surge nos Curricula Vitae e se, os recrutadores tenderão a ser mais idadistas quando a idade aparece do que quando a idade não aparece nos Curricula Vitae. Para este efeito explorou-se duas profissões distintas: Advogado e Técnico de Hardware. Participaram neste estudo 31 recrutadores que foram distribuídos aleatoriamente por duas condições experimentais: 2 (idade presente ou ausente do Curriculum Vitae; factor entre-participantes) x 2 (profissão: advogado e técnico de hardware). Confirmou-se que os recrutadores são idadistas na profissão Advogado. Assim, de acordo com o esperado, verifica-se que, no caso desta profissão, quando a idade aparece nos Curricula Vitae os recrutadores tendem a escolher o candidato mais jovem. No entanto, ao contrário do esperado, este resultado não se verificou no caso da profissão Técnico de Hardware. No entanto, apesar do idadismo não surgir na escolha efectiva dos candidatos, as percepções dos recrutadores foram significativamente mais idadistas quando aparece a idade no Curriculum Vitae do que quando não aparece. Uma explicação possível é a de que exista alguma motivação para não ser idadista por parte dos recrutadores nesta profissão em específico e que inibe a escolha efectiva do candidato mais jovem. Nesta dissertação exploram-se com mais detalhe estas diferenças entre as escolhas verificadas em função da profissão e das consequências do idadismo num processo de recrutamento e selecção.
Currently there is a general aging of the workforce, however there is a great difficulty on the part of older workers to find or even keep their jobs. One of the reasons behind this event is the manifestation of age as a selection criterion in the screening of Curriculum Vitae. This quantitative study intends to examine whether, in fact, recruiters will choose the younger candidates when age comes on Curriculum Vitaes and older candidates when it does not appear, whether recruiters tend to be more ageist when age appears than when the age does not appear in the CVs. For this purpose two distinct professions were explored: Lawyer and Hardware Technician. Participated in this study 41 recruiters who were randomly assigned to two experimental conditions: 2 (present or absent age in the Curriculum Vitae; between-participants factor) × 2 (profession: lawyer and hardware technician). It was confirmed that the recruiters are ageist in the lawyer profession. Thus, as expected, it appears that in the case of this profession, when age appears in CVs recruiters tend to choose the younger candidate. However, contrary to expectations, this result was not observed if the profession Hardware Technician. Nevertheless, although the ageism do not appear on the actual choice of candidates, recruiters` perceptions were significantly more ageist when age appears in the Curriculum Vitae than when not appears. One possible explanation is that there is some motivation to recruiters not to be ageist in this profession specifically and inhibits the effective choice of the youngest candidate. In this paper we explore in more detail the differences between the choices checked according profession and the effects of ageism in recruitment and selection process.
URI: http://hdl.handle.net/10071/4564
Designation: Mestrado em Psicologia Social e das Organizações
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
Daniela Vicente - A idade como um limite ao trabalho - MPSO.pdf1.36 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.