Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/4512
acessibilidade
Title: Corte salarial na Função Pública: implicações para o contrato psicológico
Authors: Fortuna, Rita Antunes de Matos
Orientador: Chambel, Maria José
Suleman, Fátima
Keywords: Contrato psicológico
Função Pública
Ruptura do contrato psicológico
Compromisso afectivo
Intenção de saída
Psychological contract
Public Service
Psychological contract breach
Commitment
Turnover
Issue Date: 2011
Citation: FORTUNA, Rita Antunes de Matos - Corte salarial na Função Pública: implicações para o contrato psicológico [Em linha]. Lisboa: ISCTE, 2011. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/4512>.
Abstract: O presente estudo procurou conhecer como a percepção dos cortes salariais no sector público se relacionava com o contrato psicológico dos trabalhadores e consequentemente no desejo de saída da Função Pública, compromisso afectivo e desejo de saída da Organização. Numa amostra constituída por 212 colaboradores da Função Pública percebeu-se que os trabalhadores têm dois contratos psicológicos - um com o Estado e outro com a Organização, onde exercem diariamente as suas funções. Verificou-se ainda que as percepções dos trabalhadores de razões legítimas para a mudança têm uma relação negativa com a ruptura do contrato psicológico com a Função Publica e após se controlar este efeito verifica-se que o mesmo acontece com a Organização. No que diz respeito às percepções dos trabalhadores acerca de razões não legítimas para a mudança conclui-se que não têm relação significativa com a ruptura do contrato psicológico com a Função Pública ou com a Organização. Por fim constatou-se que a percepção de ruptura do contrato psicológico se relaciona significativamente com o desejo de abandono da Função Pública, bem como da Organização e também com o compromisso afectivo com a Organização.
This study analyzed how the perception of a reduction in the monthly income of Public Service workers related with their psychological contract, affective commitment and desire of turnover. Using a sample of 212 Public Service workers, this study confirmed that workers had two distinct psychological contracts: one with the State and another with the Organization where they performed their daily tasks. We also verified that workers‟ perceptions on legitimate reasons for that change related negatively with psychological contract breach of Public Service. Once this effect is controlled, we observed that workers also considered that psychological contract of Organization were breached. Contrary of expectations, the worker‟s perceptions of non-legitimate reasons were not related with these perceptions of psychological contract breach. Lastly, this study toward confirmed that the breach perception of the psychological contract related with the desire of turnover from Public Service, as well as the desire of turnover from Organization and with the workers‟ commitment Organization.
URI: http://hdl.handle.net/10071/4512
Designation: Mestrado em Políticas de Desenvolvimento dos Recursos Humanos
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
Dissertação.pdf572.36 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.