Skip navigation
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/4300
acessibilidade
Title: Somália: novos avanços de uma crise eterna
Authors: Maurício, Ana Filipa da Piedade
Orientador: Dias, Carlos Mendes
Keywords: Somália
AMISOM
Insurgência
Al-Shabaab
Insurgency
Issue Date: 2011
Citation: MAURICIO, Ana Filipa da Piedade - Somália: novos avanços de uma crise eterna [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2011. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/4300>.
Abstract: A Somália, após um longo período de menor visibilidade na agenda internacional, voltou a ocupar protagonismo, pelas ramificações regionais e globais da desintegração do Estado e consequente anarquia que se propagou pelo país, desde os anos 90, até à actualidade. Este teatro errático, com múltiplos actores, apresenta-se como um desafio para as forças de segurança que operam no terreno. Contribuem para essa instabilidade crónica: o legado do domínio dos Senhores da Guerra e a perpetuação das escaramuças internas, que destruiu as precárias infra-estruturas físicas e governamentais; a rivalidade entre clãs, que permeia todos os domínios da vida social e politica; e a crescente influência de radicais islamitas. Em reacção à invasão militar etíope, em Dezembro de 2006, emerge no país um movimento nacionalista de guerrilha islâmica, a Al-Shabaab, que, progressivamente, adoptou uma ideologia de vertente radical wahhabista. A espiral de violência que se difundiu pelo território elevou o conflito a patamar de crise humanitária. Neste contexto, objectivos ambiciosos da União Africana associaram-se à ONU, enquanto factor de legitimação, o que se materializou com a entrada das forças da AMISOM no plano da conflitualidade. Este projecto visa analisar os esforços desta missão na estabilização do país e os condicionalismos que a sua acção encontrou, à medida que, a disseminação de ideologias extremistas de pendor radical, perpetuaram o ímpeto de violência, exaltando o nacionalismo do povo somali.
After a long period of less visibility in the international agenda, Somalia once again took a leading role, due the regional and global ramifications of the State disintegration and subsequent anarchy that spread throughout the country since the 90s, to the present day. This erratic theater, with multiple actors, presents itself as a challenge to the security forces operating on the ground. Contribute to this chronic instability: the legacy of Warlord system domain and the perpetuation of internal skirmishes, which destroyed the poor physical infrastructure and political system; the rivalry between clans, that permeates social life and politics and, the growing influence radical Islamists. In response to the Ethiopian military invasion in December 2006, emerges in the country an Islamic nationalist movement, the Al-Shabaab, which gradually adopted a wahhabist radical ideology.The violence that spread through the territory raised the conflict to a level of humanitarian crisis. In the meanwhile, African Union ambitious objectives joined the UN as a legitimacy factor, deploying AMISOM forces on the ground. The main theme of this paper is to analyze the efforts and constraints of this mission in the country stabilization, as the radical extremist ideologies raises appealing to somali nationalism, perpetuating the levels of violence.
URI: http://hdl.handle.net/10071/4300
Designation: Mestrado em História, Defesa e Relações Internacionais
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
1-FINAL.pdf4.77 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.