Skip navigation
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/2875
acessibilidade
Title: Reflexão sobre a extrapolação e estudo de sistemas sociais: da Antropologia para as Ciências da Complexidade
Authors: Morais, André de Bettencourt Rodrigues
Orientador: Louçã, Jorge
Cordeiro, Graça Índias
Keywords: Auto-organização
Sistemas sociais
Estruturas sociais
Crise do paradigma
Self-organization
Social Systems
Social structures
Paradigm crisis
Issue Date: 12-Aug-2011
Citation: MORAIS, André de Bettencourt Rodrigues - Reflexão sobre a extrapolação e estudo de sistemas sociais: da Antropologia para as Ciências da Complexidade [Em linha]. Lisboa: ISCTE, Ano. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/2875>.
Abstract: A abordagem das ciências da complexidade a temas das ciências sociais tem de ser equacionada com as questões principais de ambos os domínios. Este estudo foca-se sobre o caso específico da validade da aplicação desta abordagem a estudos de natureza qualitativa, provenientes das ciências sociais, por intermédio da extrapolação de sistemas sociais. Neste sentido, o caso da Antropologia, tradicionalmente baseada no trabalho de campo, é particularmente interessante. Pretende-se, então, problematizar a aplicação dos conceitos e técnicas das ciências da complexidade, tais como a modelação e simulação, a estudos de natureza antropológica. Esta problematização visa contribuir para determinar o que é que é possível fazer em termos de ciências da complexidade nestes termos e o que é que esta abordagem das ciências da complexidade pode trazer de novo à Antropologia, numa óptica de estudos transdisciplinares. O estudo de Ziegler é um caso prático da abordagem feita em termos de ciências da complexidade a um tema clássico da Antropologia. Por seu intermédio, poder-se-á questionar o interesse, a validade e as possibilidades que este tipo de análise pode ter.
The approach of complexity sciences to matters within the scope of social sciences needs to be equated with the main issues of both areas. This study is focussed on the specific question that concerns the validity of the application of this approach to studies of a qualitative nature, that are based on the social sciences, by extrapolating models of social systems. In this sense, Anthropology is particularly relevant, since it is traditionally grounded in field work and participant observation. Therefore, my objective is to reflect on the application of complexity sciences’ notions and techniques, such as modelling and simulation, to anthropological studies. This reflection aims to contribute for ascertaining what can be done in terms of complexity sciences, in what concerns approaching these matters, and what will this approach bring to Anthropology, in a transdisciplinary studies’ view. Rolf Ziegler wrote a paper that seems to be a specific case of an approach made in terms of complexity sciences to a classic anthropological study. It will allow us to question the interest, the validity and the possibilities that this kind of analysis might have.
URI: http://hdl.handle.net/10071/2875
Designation: Mestrado em Ciências da Complexidade
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
Tese de Mestrado de André Morais_SCV.pdf929.29 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.