Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/2479
acessibilidade
Title: A importância da produção cafeicola familiar, no sistema de valores das populações do Golungo Alto
Authors: Olim, Maria Helena Crisóstomo Vieira de
Orientador: Florêncio, Fernando José Pereira
Keywords: Desenvolvimento agrícola
Angola
Produção cafeícola
Agricultural development
Cafeícola production
Golungo Alto
Issue Date: 2007
Citation: OLIM, Maria Helena Crisóstomo Vieira de - A importância da produção cafeicola familiar, no sistema de valores das populações do Golungo Alto [Em linha]. Lisboa: ISCTE, 2007. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/2479>.
Abstract: O problema do desenvolvimento agrícola e rural de Angola, na sua generalidade, não se encontra afectado por questões de falta de terra ou de mão-de-obra. Salientamos que a agricultura garante trabalho, moradia e alimentação a maioria da população deslocada. A agricultura tradicional antes da independência participava na produção de bens de exportação e fornecia alimentos básicos para o mercado interno, além de garantir a subsistência familiar. O objectivo deste trabalho visa analisar as relações socio-económicas da população cafeícola familiar, que estiveram na base do desenvolvimento da agricultura angolana antes da independência. A pequena produção cafeícola é encarada como uma fórmula para incrementar as rendas dos pobres e assentar as pessoas deslocadas. Um outro aspecto, é a apresentação de alguns elementos que possam servir de base à elaboração de um modelo alternativo para a produção cafeícola angolana centrado nos pequenos camponeses familiares, após o regresso as suas terras de origem. De acordo com os objectivos fixados, o estudo incidiu sobre a produção cafeícola familiar na região do Golungo Alto província de Kwanza Norte. Nos dois primeiros capítulos do nosso trabalho, identificamos os pressupostos do modelo de desenvolvimento dominante a partir da análise critica da teoria clássica. Nos capítulos III, IV, V e VI, colocamos em evidência as ideias base que estiveram na base o declínio da produção agrícola particularmente do café logo após a independência. Nos últimos capítulos (VII e VIII), contemplamos uma hipótese alternativa de desenvolvimento elaborada pelo Governo angolano, com particular incidência na reestruturação do meio rural e no enquadramento das populações deslocadas.
The problem of the agricultural and agricultural development of Angola, in its generality, does not meet affected by questions of man power or land lack. We point out that agriculture guarantees work, housing and feeding the majority of the dislocated population. Traditional agriculture before independence participated in the production of exportation good and supplied basic foods the domestic market, beyond guaranteeing the familiar subsistence. The objective of this work aims at to analyze the socio-economics relations of the familiar population cafeícola that had been in the base of the development of Angolan agriculture before independence. The small cafeícola production is faced as a formula to develop the incomes of the poor persons and to seat the dislocated people. One another aspect, is the presentation of some elements that can serve of base to the elaboration of an alternative model for the centred Angolan cafeícola production in the small familiar countryman, after the return its lands of origin. In accordance with the settled objectives, the study happened on the familiar cafeícola production in the region of the High Golungo province of Kwanza North. In the two first chapters of our work, we identify the estimated ones of the models of dominant development from the analysis criticize of the classic theory. In chapters III, IV, V and VI, we place in evidence the ideas base that had been in the base the decline of the agricultural production particularly of the coffee soon after independence. In the last chapters (VII and VIII), we contemplate an alternative hypothesis of development elaborated for the Angolan Government, with particular incidence in the reorganization of the agricultural way and in the framing them dislocated populations.
URI: http://hdl.handle.net/10071/2479
Designation: Mestrado em Estudos Africanos
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
2ªversão final TESE.pdf1.65 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.